Canelada

Home | « Todos os posts do Galo

Galo Escorrega! – Campeonato Brasileiro 2015 Atlético – MG x Corinthians

por
19/07/15

Saudações Massa!

Campeonato Brasileiro 2015 Atlético - MG x Corinthians

Campeonato Brasileiro 2015 Atlético – MG x Corinthians

Campeonato Brasileiro 2015 Atlético – MG x Corinthians jogo valido pela 14ª rodada. O Galo entrou em campo com a seguinte formação Victor, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson, Douglas Santos, Leandro Donizete, Rafael Carioca, Giovanni Augusto, Luan, Thiago Ribeiro e Lucas Pratto. Marcos Rocha e Luan voltando de contusão nos lugares de Carlos Cesar e Maicosuel. Ambos pareciam fora de ritmo, coisa que virá só com o passar dos jogos.

O Galo se atrasou para chegar ao Itaquerão é com isso não teve tempo de fazer o reconhecimento adequado do gramado, com isso os jogadores não entraram com chuteiras adequadas para o gramado e foi um festival de jogadores caindo e escorregando. Isso comprometeu um pouco o começo do jogo, até que os jogadores se adaptassem melhor e regulassem as passadas mesmo assim até o fim do primeiro tempo todos já tinham deslizado pela grama de algum jeito.

De qualquer forma foi um bom jogo. Nos primeiros vinte minutos de jogo o Corinthians, como mandante, tomava a iniciativa do jogo enquanto o Galo se defendia (e tentava ficar em pé) e estudava a melhor forma de atacar o adversário. Quando a partida começa a se equilibrar Luan teve que sair contundido para a entrada de Carlos. Apesar disso o Galo seguiu melhorando para nos minutos finais do primeiro tempo ter o domínio do jogo.

No entanto foi o Corinthians quem marcou. O Corinthians tinha um lateral a seu favor bem perto da sua bandeirinha de escanteio, o Galo subiu para fazer a pressão e tentar roubar a bola no campo de ataque proximo já da área adversaria, só que o posicionamento não ficou bem feito e assim o adversário conseguiu sair da marcação e contra-atacar, Love e Malcom subiram em velocidade e Douglas Santos que deveria marcar o Malcom se adiantou e o deixou livre para receber na entrada da área e bater no canto do Victor.

No segundo tempo (com menos escorregões) o Galo voltou ainda mais empenhado, era nítido que a vontade do time era mais que empatar. Assim a lógica ficou invertida e o Galo jogava como se fosse mandante e o Corinthians como visitante. Aquele relógio que falei no ultimo post começou a funcionar e você via o Galo jogando como nas outras partidas trabalhando a bola e procurando quebrar a marcação adversaria para chegar na área.

E de fato o time conseguiu fazer isso, por várias vezes até. Mesmo a defesa do Corinthians sendo a menos vazada do campeonato o ataque conseguiu criar oportunidades fazendo de Walter o goleiro Corintiano o homem do jogo. Mas o dia não foi feliz para os finalizadores Atleticanos e o placar ficou mesmo 1 a 0. A derrota não muda nada o Galo jogou bem como vem jogando e continua candidato ao título, a vitória sim faria o time mais que candidato seria favorito.

O importante é continuar com boa sequência, procurar não perder as próximas seis partidas pois dificilmente um time que perde mais de 7 partidas no Campeonato Brasileiro é campeão e apesar do equilíbrio momentâneo que passa o campeonato não podemos descartar a hipótese de alguns times começarem a serem misteriosamente beneficiados com uma porção de pontos durante o segundo turno.

Vale ressaltar a boa atuação de Giovanni Augusto que vem crescendo de produção a cada jogo. Nas primeiras partidas como titular ele sempre procurou atender as exigências táticas do Levir, agora além de fazer isso ele procura também dar um toque pessoal a sua atuação, fazendo jogadas individuais e chutando a Gol procurando surpreender os adversários. Espero que ele continue nessa escalada produtiva, hoje é melhor opção até que Dátolo e Guilherme.

Outro ponto que preciso discutir é o empréstimo do Maicosuel. Ao que parece o negócio por um ano de empréstimo gira em torno de 6 milhões de reais e o Galo ainda economiza o salário do jogador durante um ano. Ainda sim tenho dúvidas se o negócio é bom. Pensando a longo prazo, SE o jogador foi com passe fixado em um bom valor e fizer sucesso com certeza ele será comprado ao fim do empréstimo.

Por outro lado, se ele não for bem, ele voltará fora de sintonia com a pegada do nosso futebol, pegada alias que ele custou a readquirir depois de anos na reserva da Udinese e do próprio Atlético. Agora que ele vinha numa crescente e seria uma boa opção ontem ao invés do Carlos por exemplo ele sai. Quando voltar já terá 30 anos com menor capacidade física já que o futebol do oriente é menos exigente e o Galo perde uma opção para o elenco. Vale a pena?

Até a Próxima!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: