Canelada

Home | « Todos os posts do Furacão

JOGÃO NA BAIXADA! Em jogo de seis gols e com um jogador a mais, Furacão só empata com equipe paraguaia

por
16/02/17

Foram seis gols e duas viradas em um jogo eletrizante na Arena da Baixada entre Atlético Paranaense e Deportivo Capiatá, nesta quarta-feira, pela terceira fase da Libertadores. A partida começou ótima para o Furacão com um gol de falta de Felipe Gedoz, mas o primeiro tempo terminou no empate de González. O segundo tempo foi ainda mais corrido e emocionante depois que González fez o segundo ainda aos sete minutos de jogo, mas o Furacão igualou o marcador com o pênalti convertido por Felipe Gedoz. A situação ficou ainda melhor com a expulsão na equipe paraguaia e o gol de Pablo aos 40 minutos que dava a vitória até os 45 minutos, no empate que deixou um gosto ruim para o torcedor atleticano. Com o resultado, o Atlético Paranaense precisa vencer para avançar na competição. Empate por 4 a 4 ou 5 a 5, por exemplo, também beneficia a equipe brasileira. O Capiatá tem a vantagem de empate por até dois gols (0 a 0, 1 a 1 ou 2 a 2). Novo 3 a 3 leva a decisão para os pênaltis. O jogo de volta será na quarta-feira da semana que vem, às 21h45, no Estádio Erico Galeano, em Capiatá, no Paraguai. Quem passar deste confronto entra no Grupo 4 da Libertadores, que já conta com Flamengo, San Lorenzo, da Argentina, e Universidad do Chile.

Furacão sai na frente, mas em falha defensiva Capiatá empata

O Atlético Paranaense começou melhor o jogo e tentava chegar ao ataque com maior pressão, mas a equipe paraguaia mostrava disposição defensiva e segurava o ataque atleticano. Sem conseguir assustar o goleiro Bernardo Medina nas jogadas de ataque, o Furacão usou a bola parada para incomodar o arqueiro auriazul. Na primeira boa chance atleticana, Felipe Gedoz cobra falta direto para o gol manda no canto direito do gol de Medina, que pulou, mas não achou nada, abrindo o placar para o Furacão.

Depois de sofrer o gol, o Capiatá se lançou ao ataque e teve algumas chances para empatar a partida. Primeiro foi Irrazábal quem bateu na direção do gol atleticano, mas a bola parou na zaga rubro-negra. Depois foi Gamarra quem teve a chance, mas Weverton saiu muito bem do gol e afastou o perigo. O Furacão tentou responder com Gedoz, mas o chute acabou indo para fora, e enquanto isso os auriazuis levavam mais perigo e quase empataram com Irrazábal, que aproveitou a falha de Thiago Heleno e mandou a bola no travessão. No último lance do primeiro tempo, Mendieta cruzou para o lado esquerdo e achou Bonet, que ajeitou para Noguera, que apareceu sozinho para finalizar e empatar o jogo.

Quatro gols, uma expulsão e empate no placar

No segundo tempo, o Furacão voltou pressionando os paraguaios, mas acabou vacilando no sistema defensivo e deixou Ledesma livre na área para ajeitar para Néstor González, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes, virando a partida. Mas a vantagem auriazul pouco durou, já que Gedoz chutou de fora da área e um defensor paraguaio colocou o braço na bola. Sem dúvida, o árbitro assinalou pênalti e Gedoz converteu a cobrança. Dois minutos depois do gol atleticano, a situação rubro-negra ficou ainda melhor quando Jorge Paredes fez falta em Grafite e acabou expulso.

Com a vantagem numérica, o Furacão passou a dominar a meia cancha e pressionava os paraguaios, que tentavam encaixar um contra-ataque para marcar o seu terceiro gol. Grafite, que estava em uma noite pouco inspirada, teve duas chances para virar a partida, mas o centroavante atleticano não conseguiu finalizar em direção ao gol de Medina. A pressão atleticana deu certo e aos 40 minutos, Nikão cruza para Paulo André, que ajeita para Pablo e o camisa 8 do Furacão não titubeou, acertando uma bomba e virando a partida mais uma vez. Quando parecia que a vitória atleticana estava consolidada, o Capiatá chegou ao empate mais uma vez, quando Irrazábal cobrou escanteio e Néstor González se antecipou aos defensores atleticanos e desviou a bola, mandando para o fundo das redes.

FICHA TÉCNICA

Atlético Paranaense 3×3 Deportivo Capiatá

Copa Libertadores da América 2017 – 3ª Fase – Playoff – 1º Jogo

Atlético Paranaense: Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Lucho González (João Pedro); Pablo, Felipe Gedoz (Matheus Rossetto) e Nikão; Grafite. Técnico: Paulo Autuori.

Deportivo Capiatá: Bernardo Medina; Carlos Bonet, Jorge Paredes, Ramón Ortigoza, Néstor González; Gustavo Noguera (Carlos Ruiz), Eduardo Ledesma; Alexis González, David Mendieta (Monges); Julio Irrazábal e Roberto Gamarra (Dionisio Pérez). Técnico: Diego Gavillán.

Local: Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada), em Curitiba (PR).

Gols: Felipe Gedoz (20/1T e 13/2T) e Pablo (40/2T) pelo Atlético Paranaense. Gustavo Noguera (44/1T) e Néstor González (7/2T e 45/2T) pelo Deportivo Capiatá.

Cartões amarelos: Sidcley, Felipe Gedoz, João Pedro e Grafite (Atlético Paranaense). Carlos Bonet, Aléxis González e Néstor González (Deportivo Capiatá).

Cartão vermelho: Jorge Paredes (Deportivo Capiatá).

 

Texto publicado originalmente n’O Tiro de Canto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: