Canelada

Home | « Todos os posts de Caneladas Sortidas

A Ética na relação entre Arbitragem, Eleição, Influência e Resultado

por
5/07/16

ética

Foto: Diário do Nordeste

Quando o assunto é futebol, o que a gente encontra na internet, nos dias de hoje, é composto por: memes, notícias com manchetes/títulos irônicos e/ou sarcásticos, blogs com posts variados sendo ou informativos, ou críticos, ou de apoio ao clube, ou ainda de apoio à atual gestão diretora (conhecidos popularmente também por chapa branca) ou, contrários com maioria de conteúdo oposicionista.
Ou seja, o que acontece com o clube, ou com o time, reflete diretamente nesse emaranhado de informações, boas e ruins. Cada um do seu jeito, fala sobre um mesmo tema, uns de acordo com o que lhe convém, outros de acordo com o que lhe interessa, outros ainda de acordo com suas convicções.

Arbitragem

Quando a arbitragem é considerada polêmica, seja pelos “especialistas”, seja pelos torcedores, a reação é a mesma: todos culpam o árbitro.

  1. “O juiz não quis se comprometer quando não marcou o pênalti naquele lance”;
  2. “Ele demorou demais pra expulsar ‘fulano'”;
  3. “Por que ele aplicou direto o cartão vermelho? A falta era pra, pelo menos, amarelo…”;
  4. “O juiz tá apitando tudo que é falta só pra amarrar o jogo!”;
  5. “Seis minutos? O jogo vai até empatar?”;
  6. “Marca ‘pra eles’ tudo e ‘pra nós’ nada!”

Eleição

Num processo democrático, várias são as correntes que trabalham, bem como manobram, para que um candidato seja eleito. Os jornais trazem a atual campanha eleitoral nos Estados Unidos, com Hillary Clinton e Donald Trump, com eleição marcada para 8 de novembro deste ano. Por aqui acompanhamos e fomos eleitores, portanto co-responsáveis, do processo que reelegeu Dilma Rousseff para a presidência.

Observando o futebol, na grande maioria dos clubes, a eleição é algo que movimenta os bastidores com grande intensidade. Em geral, a luta maior é por perpetuação de um mesmo “time” no poder. Uma das características está nos sócios em sua maioria, que votam dentro do exercício passional, fruto de uma campanha que passa quase que desapercebida aos seus olhos, durante a temporada futebolística.

Influência e Resultado

Por definição, influência é a ação de um agente físico sobre alguém ou alguma coisa, suscitando-lhe modificações.

Numa partida de futebol, há chance do juiz modificar um resultado, validando ou não um gol ou pênalti, expulsando determinado atleta, ou ainda amarrando a partida ao marcar todas as faltas. Mas também há chance de 22 atletas modificar um resultado e buscar pela vitória, ou não. Quem não se recorda da polêmica partida entre Argentina e Peru, na Copa de 78? Quão grande é a influência do árbitro, bem como é a vontade dos atletas numa partida de futebol, a ponto de se alterar um resultado?

Num processo eleitoral, tanto para um país como num clube de futebol, o eleitor sofre uma “ação de um agente físico” e o resultado, todos sabemos.

Seja a ação originada num ator, num cantor ou ainda num atleta famoso do futebol, em uma entrevista ou num debate transmitido por rádio e/ou TV, pode-se afirmar que há influência direta no processo, seja pelo carisma, simpatia ou imagem de quem exerce a influência. Ele ou Ela tem sua parcela de contribuição, portanto sua responsabilidade direta no resultado final, ainda que exista a escolha (influenciada ou não), por parte do eleitor e/ou associado do clube.

 -x-x-x-x-

A relação entre Arbitragem, Eleição, Influência e Resultado está na Ética.

“Ética é o conjunto de valores e princípios que usamos para responder a três grandes questões da vida: (1) quero?; (2) devo?; (3) posso?
Nem tudo que eu quero eu posso; nem tudo que eu posso eu devo; e nem tudo que eu devo eu quero. Você tem paz de espírito quando aquilo que você quer é ao mesmo tempo o que você pode e o que você deve.” – MARIO SERGIO CORTELLA

-x-x-x-x-

Considerações

Quando escrevi o post Eterna Oposição, Cômoda Situação, busquei evidenciar com fatos e dados, a influência que o eleitor alviverde vinha sofrendo. Isso fica mais claro ainda, para quem acompanhou as campanhas anteriores a esta, de 2014, no Coritiba. Logo, espero que 2017 seja diferente, em especial não só por um candidato a presidente diferente, mas com uma mesa conselheira completamente diferente daquelas presentes desde 2002, com um projeto diferente e realista e que faça valer o real voto do sócio e eleitor coxabranca.

De interesses, o mundo está cheio.
Você não está cansado disso?

Então busque se informar, não se deixando influenciar, sendo levado pelo sentimento no momento da escolha.

SAV
RODRIGO

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: