Canelada

Home | « Todos os posts de Caneladas Táticas

TÁTICA CELESTIAL

por
5/07/10

Em uma  Copa de nível baixo para os padrões do futebol mundial, pouco se viu de novidade no quesito esquema tático.

Me parece que realmente as pranchetas dos meus queridos amigos técnicos não foram muito usada lá pelas bandas da África do Sul. Muito se viu, em times como a Holanda e principalmente Alemanha, uma união tática e muito toque de bola. Isso não é lá muito novo principalmente nestas duas seleções, mas foi algo que se destacou positivamente.

Mas uma seleção que – mineiramente falando – comeu quietinha, com um esquema tático comum, que depende muito de um jogador em especial, e com muita vontade, foi o Uruguai.

A Celeste Olímpica veio com um 4-2-1-3 com laterais que apóiam pouco, volantes plantados na frente da zaga e muita movimentação dos seus homens de frente principalmente pelos flancos do campo.

Forlán é o encarregado de ditar o ritmo de jogo, muito mais que o meia Fernández, construindo as melhores oportunidades de gols para a seleção Sul Americana. Na zaga o sempre bom Lugano é o xerife e o volante Pérez é o encarregado de tentar fazer a bola chegar com qualidade à frente.

No mais, a boa e velha movimentação de atacantes caindo pelos lados do campo e um plantado na área tentando finalizar.

Isso é mais velho que andar pra frente mas é o arroz com feijão que deu certo nessa Copa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

1 comentário

  1. Fernando Cury disse:

    arroz com feijão também alimenta, né?! 😉

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: