Canelada

Home | « Todos os posts da Copa do Mundo 2014

Chegou a hora

por
12/06/14

Os onze titulares da seleção brasileira

Chegou a hora. Desde 30 de outubro de 2007, dia que o Brasil foi anunciado oficialmente como país sede da copa do mundo de 2014 uma das expressões mais faladas, escritas e ouvidas desse país foi: QUERO VER NA COPA.

Pois então veremos. Quis o destino que 23342 dias depois de sua triste partida em mãos uruguaias a maior paixão do torcedor brasileiro retornasse ao seu encontro em um mais do que sugestivo DIA DOS NAMORADOS.

É verdade que a trajetória desses quase sete anos que antecederam o tão esperado reencontro não combina muito com romance. Não podemos e não devemos nos esquecer da bagunça, desorganização, ingressos caros e insuficientes, atraso em algumas obras, não entrega de tantas outras e suspeitas de superfaturamento.

Porém agora, tudo que eu peço é um mês de trégua. Somos um país democrático e todos tem o direito de ser a favor ou contra a copa e até mesmo de ficar em cima do muro. Espero que entendam, neste mês vamos fazer um esforço sobre humano para nos mantermos trabalhando enquanto em nossa mente só existem devaneios sem sentido envolvendo uma bola rolando e uma taça sendo levantada por um capitão vestido de verde e amarelo sob uma chuva de papel picado.

Portanto, por favor, neste mês deixem-nos em paz.

Em meu trabalho tenho contato com pessoas de várias partes do continente americano e nos últimos dias fui confrontado com uma situação no mínimo interessante. Somos invejados por nossos vizinhos que também são loucos por futebol. Ao ver o colombiano FANTASIAR sobre o quão espetacular deve estar o ambiente no Brasil devido ao “mundial”, ao ouvir o Peruano dizer que vai torcer por nós já que seu país não conseguiu classificar e ao saber que o GUATEMALTECO vai parar de trabalhar para ver Brasil x Croácia com comida e bebida bancada pela empresa, eu me dei por conta de que enquanto muitos de nós renegam esse evento, o resto do mundo olha para nós com a inveja de uma criança que vê pela janela da sala seu vizinho brincar com o brinquedo que sempre quis ter e não tem.

Essa experiência me fez lembrar que estamos em meio a um sonho se tornando realidade bem debaixo do nosso nariz. Eu esperei por isso a infância toda. Minha esperança futebolística infanto-juvenil se resumia a duas coisas: ver meu time ser campeão e esperar pela Copa do Mundo. A ansiedade pela segunda coisa aumentava gradativamente a medida que a primeira coisa não se realizava.

Agora que a Copa é no quintal da nossa casa é impossível ficar imune. Ontem à noite, véspera do início do tão esperado caos que coloca tudo em seu lugar, ao ver croatas que atravessaram o mundo para participar disso eu entendi o significado da expressão “clima de copa” e posso dizer, é inexplicável.

Nossa camisa amarela é a camisa mais pesada que já foi vestida neste planeta. Sabemos que desde sempre é difícil jogar contra o Brasil. Pois agora, tem de ser IMPOSSÍVEL. Avisem a Neymar, Fred, Oscar e qualquer outro que calce as chuteiras nesses sete jogos que nos separam da taça: o que aconteceu na Copa das Confederações será fichinha perto do que nossos adversários precisam encontrar aqui.

Agora com licença, tem uma Copa do Mundo começando no meu país e eu não perderei isso de jeito nenhum.

Venceremos,

@guirocha

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

1 comentário

  1. Chegou a hora - Voorus Esportes disse:

    […] Chegou a hora […]

Gostou? Não? Comenta aí: