Canelada

Home | « Todos os posts da Copa do Mundo 2010

Jabulaaaaaniiii

por
12/07/10

A Copa acabou mas a bola vai continuar por aí.

Na Copa da Alemanha já tinham reclamado da bola. Principalmente os goleiros. Até aí, tudo bem. O problema é quando os outros jogadores começam a reclamar. Se a intenção é aumentar o número de gols (mesmo que seja aumentando os frangos) é válido, mas uma bola que dificulta a vida dos atacantes não dá.

Na Copa teve muita gente apanhando da Jabulani. Goleiro tomando frango, um monte de jogadores que não acertavam o gol nunca e até furadas horrorosas.

Quem joga futebol no fim de semana sabe que quando isolam uma bola e colocam a outra pra jogo sempre tem uma diferença, mas depois de um tempo com a bola nova a gente acostuma. Pode ser uma bola melhor ou pior, a gente pode apanhar um pouco mas acaba entendendo.

Teve um dia desses que eu fui jogar e alguém tinha comprado uma Jabulani. Alguém teve a coragem (ou dinheiro sobrando) de gastar R$ 400 numa bola pra jogar na pelada.

A bola não é tão horrorosa quanto já ouvi falar. Se você bate com jeito ela vai bem. Mas se bater com força a bola sobe, sempre. Se chutar com a parte de fora do pé e com força a bola vai pra onde ela quiser. Ela sai meio nervosa, não vai pra onde devia. Não falo só por mim. Teve um cara que deu uns 10 chutes fortes de longe e NENHUM foi no gol. Não sei se ele é bom ou ruim, mas pra deixarem ele chutar tantas vezes devem confiar nele. O único gol que fiz chutando forte de longe foi o único que consegui bater rasteiro. A bola foi “nervosa” e confundiu o goleiro.

Mas além do nível dos jogadores da Copa ser (em geral…) bem maior que o dos peladeiros, eles treinaram com a bola. Pelo menos deveriam ter treinado. Um monte de atletas de fim de semana tendo o primeiro contato com a bola podem sofrer, jogadores profissionais, não.

Por mais que a bola seja meio esquisita, se você treinar, pega o jeito. O Forlán deve ter treinado muito. Foi um dos poucos que acertou chutes de longe. Com certeza isso ajudou a ser eleito o melhor jogador da Copa.

Um outro exemplo de que treino com a bola ajuda, e muito, foi num Brasil x Bolívia, em La Paz. Todo mundo sempre reclama que a bola fica diferente na altitude. Mas ninguém treina! Nesse jogo o ÚNICO jogador do Brasil que entrou em campo antes do jogo pra treinar faltas foi o Juninho Pernambucano. Quem fez o único gol do Brasil? Ele! E de falta.

É melhor que todos comecem a treinar com ela agora, já que ela não vai embora depois da Copa. O Campeonato Português já confirmou ela como a bola do campeonato. Além disso, ela já bateu recordes de venda. Foram vendidas 13 milhões de Jabulanis, a bola da Champions League é a segunda mais vendida com 3,5 milhões. Parece que o “falem mal mas falem de mim” realmente funciona.

Boa sorte pros goleiros.

Obrigado, Jabulani, por nos divertir tanto com frangos ridículos nessa Copa.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: