Canelada

Home | « Todos os posts da Copa do Mundo 2010

MINHAS COPA DO MUNDO – CORÉIA/JAPÃO 2002

por
9/07/10

Uma Copa em que a política já começou vencendo!
Pela primeira vez uma Copa do Mundo, aconteceu em dois países ao mesmo tempo, Coréia do Sul e Japão. A FIFA não conseguiu usar o seu “poder”, os dois países foram tão poderosos, que só uma divisão da Copa, conseguiria resolver todos os problemas.

Lembrem-se que cada um dos Países, usou de 10 cidades/estádios, ou seja, cada país fez a sua própria Copa.

Nessa Copa, consegui fazer 2 álbuns, já que eram 2 países, né?

Essa Copa foi interessante notar, que os grandes nomes não ganham jogo, simplesmente Argentina, Portugal e França, que era até o momento o último campeão ficaram na primeira fase, naquela fase que você sempre tem umas babas pelo caminho, juntando essa 3 forças juntas, somaram apenas 2 vitórias em 9 jogos. E a França, conseguiu a façanha de não fazer um mísero golzinho nessa Copa.

Argentina, França e Portugal, contavam com alguns dos melhores jogadores do mundo, Zidane, Cristiano Ronaldo, Figo, Batistuta e Crespo.

Era a Copa da Madrugada, a maioria dos jogos da primeira fase acontecia entre 3 e 4 horas da manhã. Era interessante passar as madrugadas vendo grandes jogos.

Novamente Argentina e Inglaterra se encontraram numa Copa, numa das mais incríveis rivalidades da História do Futebol em Copas do Mundo. E vocês devem se lembrar, que na Copa anterior, na França em 1998, a Inglaterra perdeu e David Beckham foi culpado por todos. Mas como só o mundo da bola, consegue! Beckham de pênalti fez o único gol do jogo em 2002, complicando a vida dos argentinos, que acabariam ficando de fora das oitavas. Claro que foi mais um jogo cheio de catimba, mas Beckham e companhia, estavam 4 anos mais espertos!

Os anfitrões, contando sempre com a ajudinha dos homens de preto, foram chegando.
A super poderosa Coréia do Sul, conseguiu chegar as semis, vencendo, nas oitavas a Itália e nas quartas a Espanha nos pênaltis.

Mas caiu nas semis frente a Alemanha.
Alemanha criticada o tempo todo. Mas que chegou a final e teve em Kahn, seu melhor jogador, tanto que a FIFA conseguiu elege-lo o melhor da Copa, mesmo Ronaldo, tendo feito 8 gols, 2 na final contra a própria Alemanha.

O Brasil mesmo não tendo um grande time, se fechou na Família Scolari, saiu desacreditado do Brasil, cheio de jogadores que a torcida não queria, mas Felipão é muito inteligente, pra se ter uma idéia, a cada jogo que o Brasil fazia, ele ia colocando todos seus reservas em Campo. Apenas Rogério Ceni e Dida, reservas do melhor goleiro da Copa, Marcos, que salvou o Brasil no jogo contra a Bélgica, que jogo, não entraram em campo na Copa 2002.

Já que a coisa estava feia, pro Felipão e sua família, logo no primeiro jogo, o caldo quase entornou, mas um pênalti muito bem cavado por Luizão, no finalzinho do jogo, ajudou o Brasil a vencer por 2 x 1 ufa!

Na seqüência duas vitórias tranqüilas, Costa Rica, 2 x 0 e China, 4 x 0, num time recheado de reservas, com o time sendo poupado pras oitavas

Nas oitavas um jogo complicadíssimo, onde na minha opinião, São Marcos salvou o Brasil. Que achou 2 gols no segundo tempo, e vamos pras quartas!

Ai sim um senhor jogo, com chances pra ambos os lados, a Inglaterra era um timaço: Ferdinand, Beckham, Scholes e Owen

Numa falha grotesca do ótimo zagueiro Lúcio, Owen guardou. Ai entrou em campo, o craque do jogo, no seu mellhor jogo em uma Copa do Mundo, Ronaldinho Gaúcho mostrou ao mundo tudo que sabe de bola. Num jogada morta Beckham deu mole pra Roberto Carlos, que lançou Ronaldinho, que foi levando a bola com açúcar, até chegar aos pés de Rivaldo, o craque que pro mundo nunca aparecia. Eram 47 do primeiro tempo e o Brasil empatava o jogo.
Num segundo tempo daqueles. Onde quem fizesse levava, ambos os times se estudavam. E de tanto estudar, numa falta despretensiosa, que aconteceu perto demais de onde Roberto Carlos já tinha roubada a bola de Beckham no lance do primeiro gol. Há uma distância enorme do gol dos ingleses. Enquanto Ronaldinho Gaúcho se preparava, o capitão Cafu chegou e contou algo só pra ele. Resultado, Ronaldinho enfiou o pé e fez um dos golaços da Copa 2002, a bola viajou com todos achando que ia pra fora, inclusive o goleirão que encerrava ali, naquele chute sua carreira no English Team, ficou grudado a rede.

Pronto o Brasil voltava a uma semifinal, o adversário, a mesma Turquia mordida da primeira fase. Esse jogo pra mim infelizmente me traz muito más lembranças, um dia depois desse jogo em que Ronaldo de bico fez o 1 x 0 que nos levou a final, no dia seguinte meu pai morreu. Mas isso é outra história.

A final era um domingo, 8 da manhã no Brasil, aniversário do meu irmão, e o Brasil jogou tranqüilamente contra uma Alemanha que foi muito longe. Um passeio, era pra ser uns 4 x 0 pelo menos. 100% Brasil, uma Copa pra se guardar nas boas memórias!

Antes de encerrar, uma menção a Ronaldo, o nove brasileiro, um cara que venceu duas operações nos joelhos, que venceu a desconfiança dele mesmo, se poderia voltar e vencer. O que ele fez depois pra mim não importa muito, naqueles dias do outro lado do mundo, ele mostrou que a gente pode acreditar em sim mesmos!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: