Canelada

Home | « Todos os posts do Timão

Na base da raça! Contra tudo e contra todos para vencer o Derby: Corinthians 1 x 0 Palmeiras

por
23/02/17

Que Derby! Vitória corinthiana com ingredientes de um grande clássico. É assim que podemos definir esse jogo entre Corinthians e Palmeiras, o primeiro do ano do centenário do Derby Paulista.

O que vemos é um Corinthians cada vez mais confiante. Sabe do elenco limitado que tem, mas usa a raça pra poder suprir isso.

Os destaques do Corinthians

  • Kazim, que se movimentou bem, correu, brigou pela bola;
  • Léo Jabá, que fez muito bem o lado esquerdo do ataque e quando o time estava com um a menos, atuou mais defensivo, como uma espécie de segundo lateral-esquerdo;
  • Maycon, que encaixou muito bem nesse meio do Corinthians, tendo papel fundamental no tático da equipe;
  • Cássio, que parece ter entendido sua importância no elenco e vem fazendo boas partidas;
  • Guilherme Arana, que atuou muito bem na partida, e vem crescendo jogo a jogo… Dá gosto ver o Arana jogar.

O Jogo:

Foi uma partida bem disputada, mas com o Corinthians melhor durante boa parte do jogo. Não faltou disputa de bola, carrinho, jogadas plásticas… Os dois times estavam jogando de igual pra igual.

O ponto forte do Corinthians, como sempre, foi a defesa. Cássio bem seguro nas defesas, nem lembra o Cássio do ano passado. Fágner e Arana fazendo bem os seus papéis. Balbuena e Pablo muito seguros na defesa do timão.

Os volantes Maycon e Gabriel parecem se completar dentro de campo. Aliás, o camisa 30 e o camisa 5 foram protagonistas de um erro grotesco do árbitro Thiago Duarte Peixoto pouco antes do fim do primeiro tempo: Keno partia em velocidade e Maycon fez a falta para impedir que o atacante palmeirense continuasse avançando. Falta para cartão amarelo. O problema é que o árbitro não deu o amarelo para Maycon, e sim para Gabriel, que não participou do lance. O camisa 5 que já tinha amarelo, acabou tomando o segundo e sendo expulso. Esse erro teve como resultado uma paralisação de cerca de 8 minutos. 8 minutos de reclamação. Maycon ainda se acusou, mas o juiz estava convicto de que tinha sido Gabriel. Erro grotesco e lamentável, que mostra o nível da arbitragem brasileira.

Momento do erro do árbitro Thiago Duarte Peixoto

Depois disso tudo, o segundo tempo foi quase todo de posse de bola do Palmeiras. O Palestra dominava, mantinha o Timão na defesa, mas não sabia agir. Não sabia o que fazer com a bola.

O Corinthians, saía com inteligência, já que com a desvantagem, Rodriguinho teve que recuar um pouco para recompor.

A partida se encaminhava para um 0x0 até que Carille colocou Jô no lugar de Kazim, que saiu aplaudido por conta da entrega dentro de campo. Como disse, se encaminhava para um empate sem gols, mas isso não se concretizou.

Aos 42 do segundo tempo, Maycon aproveitou um vacilo de Guerra, avançou, passou para Jô, que chutou. A bola passou por baixo das pernas de Fernando Prass e morreu no fundo da rede. Era o gol da vitória do Corinthians no Derby.

Uma vitória na raça, na vontade.

Essa foi uma vitória realmente “contra tudo e contra todos”.

Uma vitória com cara de Corinthians.

Cleverton Silva

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: