Canelada

Home | « Todos os posts do Flamengo

Letras não são números

por
19/07/16

Diego e Flamengo

Depois de muito namoro, o casamento Diego e Flamengo aconteceu!

Como sabem, o cara tá fechadão com o certíssimo! Assinou com o Flamengão e se apresenta na Gávea amanhã, quarta-feira.

Acho que espirraram um Glade fragrância Hepta aqui, hein?! Tá subindo a marola.

Eu poderia ficar aqui falando que foi uma ótima contratação, que o Diego vem pra somar, que tem talento de sobra pra brilhar no Brasil, que tem o apelo popular de 40 milhões, que tem a mídia pra fazer o Marketing, que só depende dele, etc etc..

Porém, não preciso falar nada, se ele mesmo já fez o post! Isso mesmo, o Diego fez uma postagem bacanérrima no site Tribuna de Honra falando sobre a vinda pro Mengão, a expectativa e do quanto tá motivado.

Eu achei F O D A. Nada melhor que dessa vez, só copiar, colar e deixar o cara falar. Se liga:

(Abre aspas)

Letras não são números

O que é a carreira de um jogador de futebol sem a análise de números? Gols, assistências, partidas, minutos jogados, distância percorrida em campo, títulos, idade e até a conta bancária.

Nestes meus 31 anos de vida, quase todos dedicados ao futebol, tenho muitos números dos quais me orgulho. Saí do Santos com apenas 19 anos para ir para a Europa. Lá, fiquei 12 anos. Joguei em 6 clubes gigantes, de 5 países, e conquistei 10 títulos. Só na Europa, fiz 403 jogos, 101 gols e 111 assistências. No Fenerbahçe, meu último clube, 75 jogos, 8 gols e 13 assistências.

Fui convocado para a Seleção Brasileira e ganhei 1 medalha olímpica e 2 vezes a Copa América.

Mas isso não é tudo. Mais do que os números, são as letras que importam.

E foi por isso que eu escolhi jogar no Flamengo.

Não sei ainda o número que estará na parte de trás da minha camisa, mas sei bem as letras que estarão no escudo que fica ali no lado esquerdo do peito: CRF.

Assim como todo jogador se preocupa com os números, ele também sonha em jogar vestindo este Manto Sagrado. Em ter seu nome cantado pela Nação Rubro-Negra. Em ser feliz e fazer feliz. E foi por isso que eu vim. Por minha causa, sim, mas também por vocês.

Agradeço pelo carinho e pela confiança. À galera bem humorada da FlaTwitter, aos sócios-torcedores, que são fundamentais para o clube, e a cada um dos milhões de rubro-negros no Brasil e no mundo.

E esse sentimento é contagiante e impactante, jamais esquecerei o sorriso do meu filho Davi de 5 anos quando disse pra ele que agora somos Flamengo.

A grandeza do Flamengo dispensa apresentações, mas mesmo assim me surpreendeu. Nas redes sociais, nas ruas, nas mensagens dos meus amigos, todos que falaram comigo fizeram o mesmo pedido: “vem ser feliz no Mengão”.

Eu vim. Eu vou ser. E vou me dedicar ao máximo para fazer cada um de vocês também muito feliz.

Não são os números, são as letras.

SRN! TMJ!”.

(Fecha aspas).

Não preciso falar mais nada, né?!

Mengão sempre!

*Texto do Diego retirado do site tribunadehonra.com.br

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: