Canelada

Home | « Todos os posts do Fluminense

Algo continua cheirando muito mal no reino das Laranjeiras.

por
24/03/15

Não deu pra segurar mais, Cristóvão caiu e para o lugar dele o rodado e pouco famoso Ricardo Drubscky foi contratado para o clube das Laranjeiras. Em breve passagem, Cristóvão enfrentou bons e maus momentos a frente do tricolor. Passou da idolatria inicial pelo bom futebol implantado, ao ódio da torcida pelas substituições mal feitas.

Poucos meses após uma renovação, que muitos achavam improvável, o comandante tricolor não suportou a mais um tropeço e se tornou mais uma vítima do amadorismo que assombra os cartolas brasileiros. Cristóvão foi o 32º treinador a encerrar sua passagem no Flu desde o ano 2000.

Por meio de Nota Oficial – mais uma – em seu site oficial o Fluminense anunciou Ricardo Drubscky. O técnico chega sob forte pressão e desconfiança as Laranjeiras e terá que mostrar que é capaz de fazer muito mais do que seu extenso currículo mostra. Pontualmente, não há muito o que falar do novo treinador, agora o momento é de aguardar e ver no que vai dar. O momento é de criticas, SIM, à diretoria.

Mais uma vez o clube joga fora todo um trabalho feito no início do ano, ao trocar de comando ainda no estadual. Planejamento no departamento de futebol não parece ser o forte dessa atual gestão. Ao final de 2014, já eram visíveis todas as limitações do Cristóvão em armar o sistema defensivo e mexer na equipe no decorrer das partidas. Em meio a isso, porque não fortalecer a comissão técnica e suprir as limitações do treinador? Em atitude até mais drástica, porque não já demiti-lo e começar a temporada já sobre novo comando e dando tempo para adaptação dos jogadores com o técnico e vice-versa?

Muitos questionamentos são feitos na cabeça do torcedor. Uma diretoria não pode reunir-se, chegar a um nome em comum e depois ficar com um “pé atrás” por conta da repercussão negativa da torcida. O trabalho tem que ser feito por profissionais, baseados em projetos que sejam melhor para atender as necessidades e a grandeza do clube. Ou será que o nome foi escolhido por outros interesses? Todos queremos acreditar que não, mas agora o “pé atrás” é da torcida.

Peter,Mário

Presidente Peter e o Vice Presidente de Futebol Mário Bittencourt. (Foto: Nelson Perez / FluminenseFC)

O momento não é desesperador, mas é um sinal de alerta. O ano mais uma vez se inicia muito mal planejado.

E o Cristóvão, a vítima desse amadorismo, sai do Fluminense pela porta da frente. Mostrou seu trabalho, seus pontos fortes e suas limitações. Com dedicação, um pouco mais de experiência e capacitação para sanar suas deficiências, tem tudo para se tornar um dos grandes comandantes do futebol brasileiro. Boa sorte!

 

VENCE O FLUMINENSE!

Saudações Tricolores,

Rafael Cruz

 

Sigam-me no Twitter: @RafaelCanelada

Dúvidas, Sugestões ou Críticas só entrar em contato no: Sobrenatural_almeida@outlook.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: