Canelada

Home | « Todos os posts do Fluminense

Histórias Repetidas

por
23/02/15

O clássico entre Fluminense x Vasco, nesse domingo, veio nos contando algumas histórias que soam em nossos ouvidos como repetidas muitas vezes. Não é de hoje que vemos o tricolor jogando mal em início de temporada. Em 6 jogos, o Fluminense soma 4 vitórias, 2 derrotas e nenhuma atuação convincente.

Até ontem, o time vinha mostrando uma alternância entre bons e maus momentos, dentro dos jogos, muito devido à falta de entrosamento, erros de posicionamento e falta de qualidade técnica em alguns setores. Porém, como eu disse, só até ontem. Um cenário de horror se via em campo, desde que a bola rolou. A sensação, durante o jogo, era de estar vendo a pior atuação do time desde 2009, fatídico ano que brigamos contra o rebaixamento até as últimas rodadas.

Chutar a gol parecia impossível, um meio de campo improdutivo e que piorou no segundo tempo, com a saída do Marlone para a entrada do Kenedy. Tínhamos um segundo tempo inteiro com uma zaga reserva em campo, horrorosa e mal posicionada, um meio de campo vencido e dominado, e um ataque que não tinha por quem ser municiado.

 

fred, engenhão, atacante

Fred, pouco municiado, teve atuação discreta.

Garotada em Campo.

 

Nem a entrada da garotada, deu gás ao time que já estava vencido antes mesmo de tomar o gol. Gerson, estreante e fora de posição, até que tentou, mas via-se que o conjunto, mal treinado, não ajudava. Rafinha, bom jogador e colocado em campo mais para o final do jogo, fez uma entrada mais dura e foi para o chuveiro mais cedo. Kenedy, já conhecido pela torcida tricolor, como sempre tentou, se esforçou, mas nada pôde fazer.

O Fluminense mostrou a sua torcida que não está pronto para encarar grandes jogos. Apesar de ser um jogo de meio de tabela, foi uma atuação ridícula e que dá todo o direito e torcida cobrar de quem ela quiser, do treinador ao presidente. A grandeza do clube não permite atuações como essa.

 

Confusões repetidas e Espetáculo esvaziado.

 

Durante todo o dia de ontem, o que se via e ouvia nos meios de comunicações eram informações sobre brigas nos quatro cantos da cidade. No Méier, ponto de encontro das duas maiores organizadas dos clubes, uma confusão generalizada terminou com mais de 100 presos.

Desde cedo, no entorno do estádio, o que se encontrava era um cenário atípico, clima de tensão, carros de polícia na contramão a todo o momento e poucas famílias. Muito disso devido ao que foi dito por mim nos textos, Preparativos para um Clássico e Organizar para ser Organizado.

Todo o clima criado em torno desse jogo era propício a isso. Já dentro do estádio o que víamos eram arquibancadas vazias e sons de explosão de bombas fora do estádio durante todo o jogo.

Setor Norte com cadeiras vazias. Cenário que se repetia nos demais setores do estádio.

 

Apesar de todo esse clima, o futebol vai sobrevivendo aos trancos e barrancos, sabe-se lá até quando. Um apelo às autoridades por um trabalho sério, rigoroso e preventivo nunca é demais. Seis meses de proibição a entrada de material da torcida X ou Z, no estádio, não resolverá os problemas.

 

Saldo final: Fim da rodada fora do G-4 e muito a explicar por parte do técnico Cristóvão.

 

Saudações Tricolores,

Rafael Cruz

 

Sigam-me no Twitter: @RafaelCanelada

Dúvidas, Sugestões ou Críticas só entrar em contato no: Sobrenatural_almeida@outlook.com

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

2 comentários

  1. Erick disse:

    tá tenso pra gente.. ST

    [Reply]

    Rafael Cruz Reply:

    @Erick, Torcer pra melhorar, amigo. ST

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: