Canelada

Home | « Todos os posts do Fluminense

O jornalismo que enoja

por
18/12/13

Eu era fã declarada dos canais ESPN. Futebol alemão e NFL (futebol americano) transmitidos com tanto objetivo e dinamismo ainda não havia visto. Porém, nos episódios recentes com o Fluminense, alguns jornalistas da ESPN – aqueles da área “brasileira” – tornaram as mídias relacionadas ao canal e o ato de assistir seus programas uma excelentíssima PORCARIA.

Não sou jornalista, mas conheço ética e princípios. E não precisei de formação alguma para entender que os caros “jornalistas” da ESPN ultrapassaram os limites do que aprenderam nas suas respectivas universidades.

Uma simples pesquisa me levou até o site da ABI (Associação Brasileira de Imprensa) onde encontrei os PRINCÍPIOS INTERNACIONAIS DA ÉTICA PROFISSIONAL NO JORNALISMO. Poderia usar todos os dez listados, mas utilizarei somente alguns deles.

 “Princípio I — O Direito das Pessoas de Retificar Informação: As pessoas e os indivíduos têm o direito de adquirir um quadro objetivo da realidade por meio de informação precisa e compreensiva como também de se expressarem livremente pelas várias mídias de cultura e comunicação.”

“Princípio V — O Público Tem Acesso e Participação: A natureza da profissão demanda que o jornalista promova o acesso da informação ao público e a participação do público na mídia, inclusive o direito de correção ou retificação e o direito de resposta.”

“Princípio VIII — Respeito aos Valores Universais e à Diversidade de Culturas: Um verdadeiro jornalista zela pelos valores universais de humanismo, acima de tudo paz, democracia, direitos humanos, progresso social e liberação nacional, enquanto com respeito ao caráter distintivo, valor e dignidade de cada cultura, como também o direito de cada pessoa escolher e desenvolver livremente seus sistemas políticos, sociais, econômicos e culturais(…)”

Desde a explosão do caso da Portuguesa e a possibilidade de rebaixamento do clube em questão os jornalistas da ESPN, tanto na internet quanto na própria TV, iniciaram uma onda de ódio ao Fluminense de dar inveja até mesmo em nossos maiores rivais. Houve até comparação com casos de assassinato! Como se não fizesse a diferença o atirador ter matado ou não o indivíduo.

Se existem a regra, a lei e o regulamento, são para serem seguidos, correto? O jogador da Portuguesa atuou de forma irregular. Alegam que não fez a diferença. Errado. Volto no caso do assassinato: matar ou não, faz a diferença? Usam comparações bestas como essa, então eu também usarei comparações bestas como essa.

Princípio II — A Dedicação do Jornalista para Realidade Objetiva: A tarefa primeira do jornalista é garantir o direito das pessoas à informação verdadeira e autêntica através de uma dedicação honesta para realidade objetiva por meio de que são informados fatos conscienciosamente no contexto formal deles/delas e mostram as conexões essenciais deles/delas e sem causar distorção, com desenvolvimento devido da capacidade criativa do jornalista, de forma que o público é provido com material adequado para facilitar a formação de um quadro preciso e compreensivo do mundo no qual a origem, a natureza e a essência dos acontecimentos, processos e estados dos casos são tão objetivamente quanto possível compreendidos.”

Princípio VII — Respeito ao Interesse Público: Os padrões profissionais do jornalista prescrevem respeito devido à comunidade nacional, suas instituições democráticas e sua moral pública.”

Houve também no caso Lusa/Flu/STJD a questão da parcialidade exagerada por parte do canal que tratamos aqui. Jornalistas discutiam abertamente em suas redes sociais com torcedores e aos serem contrariados tratavam logo de “bloquear” o usuário, negando o direito de defesa e resposta.

Afinal, que tipo de jornalista nossas universidades estão criando? Onde está a prática dos princípios internacionais? Onde está o respeito à opinião? Onde está a imparcialidade, análise dos fatos e a apresentação dos dois lados? O que foi visto nos últimos dias foi a massificação do ódio sobre o Tricolor carioca, como se esse fosse o culpado pela Portuguesa ter escalado um jogador irregular, como se esse fosse o culpado pela elaboração das regras do brasileirão. Aliás, regras que todos os clubes assinam antes do início do campeonato.

Quando o jornalismo será bem exercido se os que deveriam ser exemplo pregam que o cumprimento do regulamento foi “tapetão”?

Como não poderia ser diferente, todo o ódio por parte da ESPN resultou em mais um fator envolvendo torcedores do Fluminense. Agora pouco a diretoria Tricolor emitiu uma nota oficial sobre as hostilidades sofridas por torcedores do clube, inclusive crianças, nas ruas do Rio de Janeiro. Todos reconheceram a veracidade dos fatos, com exceção do tal canal, que utilizou o termo “supostas hostilidades” para definir o ocorrido.

Sem problemas. Os “supostos jornalistas” são dignos de pena.

Saudações Tricolores.

***

Caso queiram ver todos os princípios jornalísticos, acessem o site da ABI.

Facebook | @blogcanelada | @caneladaflu

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

30 comentários

  1. Felipe Rocha Dos Reis disse:

    Jéssica, existe jornalismo opinativo e informativo. Não deve existir parcialidade no informativo, mas não dá pra ser imparcial numa opinião, certo?
    É claro, sempre existem os caga-regras, mas o campo deve ser soberano. E o fluminense caiu em campo.
    Agora, sem hipocrisia, você, caso fosse do STJD, puniria o fluminense em 4 pontos pela escalação do Tarta em 2010? Entregaria o título ao Cruzeiro? O fluminense mereceu o título em 2010? O fluminense mereceu ficar na série A este ano? É justo que a Portuguesa seja rebaixada no lugar do fluminense mesmo conquistando mais pontos em campo?
    É lei, ok, mas é justa?

    [Reply]

  2. Francisco Fraga disse:

    Que punição do Tarta essa mais uma invenção dos desesperados.

    [Reply]

    JOÃO BARROSO TEIXEIRA Reply:

    @Francisco Fraga,
    No caso “TaTá” Não houve nem julgamento. Mas o interessante que um dos principais “jogadores” do tribunal, comentou em rede pública que seria imoral tirar o título do flor. 3 anos depois eles de moralista derrepente viraram legalista. E mais mesmo que este supremo tenha virado legalista pq que a decisão do Vasco teve outro vieis já que na própria legislação diz que o máximo de espera seria de 30 mais 30 minutos.
    Ai eu até concordaria contigo já que o rebaixado seria outro e neste caso o flaglobo.
    Resumo, essa história tá muito mal contada, ah se aqui tivesse pelo menos 10% da seriedade do que ocorre nos tribunais da Italia. Interessante que os advogados da Lusa na defesa iniciou com o do flaglobo e depois do kurinthias que por coincidência são os milionários queridinhos da globo (170 milhões cada um).
    João Fogão

    [Reply]

  3. Joao Tricolor disse:

    Na verdade eles estao seguindo ordens (menos o PVC entrou nessa)! Olha como mudam de opiniao: Trajano em 11/12 http://www.espn.com.br/post/375693_regulamento-tem-que-ser-cumprido e em 16/11 http://www.espn.com.br/post/376945_nao-concordei-com-a-queda-da-portuguesa-e-acho-que-os-torcedores-do-fluminense-devem-ficar-calados Simplesmente inacreditavel! Sem contar o motivo alegado para a mudanca

    [Reply]

    Joao Tricolor Reply:

    @Joao Tricolor, Digo 16/12

    [Reply]

    Jessica Hentzy Reply:

    @Joao Tricolor, é um absurdo o que acontece nesse momento na mídia esportiva.

    [Reply]

  4. Tito Livio Lisboa disse:

    Pq cargas d`água puniriam o Tartá em 2010 se o mesmo estava regular? Isto já foi mais do que explicado. Só para lhe reaviivar a mente, ele cumpriu a punição no jogo contra o GrÊmio(levou dois cartões quando atuava pelo atletico e mais um pelo flu.Logo, cumpriu a punição no jogo seguinte). Toda a celeuma foi fruto da má informação da imprensa em geral.
    Caro, Lei é lei e precisa ser cumprida. Ao menos é assim que uma sociedade ética costuma viver. Se acham o regulamento injusto, que sentem À mesa antes da competição e discutam os pontos de discórdia. Não podemos é, diante do fato consumado, querer mudar tudo em função de nossos interesses e sentimentos pessoais.
    É óbvio que todos lamentam o resultado da competição ter saído através de vias indiretas. Todavia, que apontem o dedo acusatório para o único e exclusivo culpado, ou seja, o jurídico inepto da Portuguesa.
    Sem mais.
    Abraços.

    [Reply]

  5. Felipe Rocha Dos Reis disse:

    Tito Livio Lisboa Ok mano, esqueçamos então o caso Tartá. O que revolta é que o campo é soberano, e a vontade do campo não foi respeitada… Tem que se discutir leis SIM, por isso existe um tribunal. Se não, um simples aplicativo pra iPhone ou Android julgaria um caso como este…

    [Reply]

  6. Tito Livio Lisboa disse:

    Felipe Rocha Dos Reis Mas o tribunal julgou e deu 5 a 0. Os outros 9 auditores do pleno, ao que parece, também estão inclinados a dar o parecer à punição. Será que estão todos errados? Será que estão votando contra a Portuguesa porque querem todos favorecer o mediano Fluminense? Não é mais razoável crer que houve uma irregularidade intransponível do ponto de vista jurídico?

    [Reply]

  7. Tito Livio Lisboa disse:

    Felipe Rocha Dos Reis E outra, o resultado do campo nem sempre é soberano. Senão vejamos:
    O fred foi julgado pelo STJD e suspenso por 4 jogos. O flu cumpriu a lei e não o escalou.Se ele houvesse entrado em campo e o fluminense ganhasse algum desses jogos, seria justo manter o resultado? Claro que não. Então por que o time do Rio deve cumprir a punição e a Lusa não? Independente do jogador influir ou não no resultado, há o princípio da isonomia e isto deve ser respeitado. Senão amigo, rasgam-se os regulamentos e tudo vira bagunça.

    [Reply]

  8. Fernando Antonio Gomes disse:

    Esse assunto do "Tartá" já está superado. Simplesmente o atleta NÃO jogou irregularmente. Isto já foi ratificado até pelo Departamento Jurídico do Cruzeiro (maior interessado). É claro que o Fluminense mereceu o título de 2010, pois foi campeão seguindo todas as regras. O Fluminense talvez não tenha merecido ficar na série A este ano, assim como mais uns 6 ou 7, mas, com certeza mereceu mais do que Portuguesa e Flamengo, que não cumpriram com o regulamento, de resto cumprido por todos os demais. A Portuguesa não foi rebaixada no lugar do Fluminense, a Portuguesa foi rebaixada no lugar do Flamengo (se não tivesse descumprido a lei, o Flamengo é quem estaria rebaixado). Portanto, nada mais justo.

    [Reply]

  9. Felipe Rocha Dos Reis disse:

    Tito Livio Lisboa Bagunça já virou parça, não tem jantar de graça neste mundo do futebol. A regra sim, é clara, mas não quer dizer que é justa, só isso.
    O Fluminense teve 38 rodadas para provar que não deveria ser rebaixado, e teve que recorrer a 39° (não tem essa de espectador pois mandou um advogado ao tribunal).
    Repito, por mais que seja uma regra, não quer dizer que era justa.

    [Reply]

  10. Tito Livio Lisboa disse:

    Se não era justa então por que razão todos clubes assinaram antes da competição? Também não acho justo o fluminense cair no lugar do criciúma, tendo o mesmo número de pontos mas à frente em gols marcados e saldo de gols. Mas caiu. Por quÊ? Porque estava no regulamento que quem obtivesse mais vitórias, estaria À frente. Simples, regulamento. Não pode é depois querer mudar. Porque aí vira parcialidade e emoção. E a lei tem que ser igual para todos.

    [Reply]

  11. Marcelo disse:

    Jéssica, sua abordagem é brilhante. Enfim alguma coisa inovadora nessa triste página do jornalismo brasileiro.

    Para você ter uma ideia, esse caso Tartá é típico da irresponsabilidade e da manipulação grosseira da verdade. Tudo foi respondido em várias frentes, quem mentiu ou distorceu, teve que admitir o erro, mas a mentira, uma vez disseminada, é igual água morro abaixo. Esse rapaz que comentou aí acima é um exemplo. A história caiu no colo dele e foi satisfatória para o que ele queria acreditar. Você acha que ele vai procurar outras fontes de informação para entender melhor? Não. Está ai escrevendo uma mentira que quem inventou já se retratou. É igual a história das viradas de mesa. Teve matéria no GE, o próprio PVC, da ESPN deu quase uma aula sobre o assunto, mostrou que o Fluminense nunca recorreu ao tapetão para virar a mesa. E daí? Você acha que essa gente vai querer ouvir. A obrigação do jornalista é apurar, conhecer o assunto antes de falar dele. Aquele que vai opinar então tem que ser mais cuidadoso ainda.

    ST

    [Reply]

  12. Leonardo Victor Oliveira Rosa disse:

    Jéssica, tem que saber diferenciar o que é informação e o que é opinião. Jornalismo é feito de informação e isso a ESPN é modelo no Brasil. Opinião qualquer um tem a sua.

    [Reply]

  13. Daniel Felippe Bello disse:

    Acho Justo. Tão justo quanto devolver o titulo de 2010, e dar para o cruzeiro, como também teve escalação errada e ficou por isso mesmo. Aí todo mundo fica feliz, que tal?

    [Reply]

  14. Paulo santos disse:

    FLAMENGO USOU DE MÁ FÉ AO ESCALAR ANDRÉ SANTOS. A MÁSCARA DO GATUNO COMEÇA APARECER.Suspenso, André Santos não enfrenta o Cruzeiro pelo Brasileirão
    Lateral-esquerdo foi expulso no segundo jogo da final da Copa do Brasil e terá de cumprir suspensão contra a Raposa

    Leia mais no LANCENET! http://www.lancenet.com.br/minuto/Suspenso-Andre-Santos-Cruzeiro-Brasileirao_0_1042695943.html#ixzz2nsEf0EFP
    © 1997-2013 Todos os direitos reservados a Areté Editorial S.A Diário LANCE!

    [Reply]

  15. FluminenC disse:

    #ochoroélivre

    Chore bastante contra a mídia.

    E jogue a série B e volte com DIGNIDADE para a séria A.

    [Reply]

  16. Fernando Antonio Gomes disse:

    Não houve escalação errada em 2010. Procure se informar melhor.

    [Reply]

  17. Daniel Cordeiro disse:

    Vamos analisar de outra forma , excluindo ambos os times , o Senhor Paulo Schimidt em 2010 afirmou que a moral e o resultado de campo deveriam ficar acima das regras , agora mudou o discurso , ao meu ver isso mostra uma certa imparcialidade , que de forma coincidente envolvem o Fluminense sendo mais estranho ainda por parecer ate um pouco de cubismo por parte dele , fora que outro juiz expôs seu voto em redes sociais antes mesmo.
    ISSO É MUITO ESTRANHO

    [Reply]

  18. JOÃO BARROSO TEIXEIRA disse:

    @Francisco Fraga,
    No caso “TaTá” Não houve nem julgamento. Mas o interessante que um dos principais “jogadores” do tribunal, comentou em rede pública que seria imoral tirar o título do flor. 3 anos depois eles de moralista derrepente viraram legalista. E mais mesmo que este supremo tenha virado legalista pq que a decisão do Vasco teve outro vieis já que na própria legislação diz que o máximo de espera seria de 30 mais 30 minutos.
    Ai eu até concordaria contigo já que o rebaixado seria outro e neste caso o flaglobo.
    Resumo, essa história tá muito mal contada, ah se aqui tivesse pelo menos 10% da seriedade do que ocorre nos tribunais da Italia. Interessante que os advogados da Lusa na defesa iniciou com o do flaglobo e depois do kurinthias que por coincidência são os milionários queridinhos da globo (170 milhões cada um).
    João Fogão

    [Reply]

  19. Jessica Hentzy disse:

    Sim, mas inclusive nos pontos de informação a ESPN deixou a parcialidade e o sentimento alheio na frente.

    [Reply]

  20. Emerson Gomes de Lima disse:

    É como eu li sobre a opinião de vários magistrados, foi usada a força da lei mas não foi usada a razoabilidade, ou seja, a entrada do jogador foi um descuido do tipo da portuguesa que ao fim do 2º tempo já estava seguro na série A.

    [Reply]

  21. Emerson Gomes de Lima disse:

    Tudo nesse país é manipulado para favorecer os mais fortes, inclusive no futebol isso acontece, existe muito dinheiro em jogo e manter o fluminence na serie a da mais dinheiro do que manter a portuguesa.

    [Reply]

  22. Emerson Gomes de Lima disse:

    por mim, não assisto mais essa bosta de futebol, já roubaram do londrina discaradamente aqui contra o coxa, quem assistiu o jogo viu que meteram a mão discaradamente. nada contra o coritiba, mas os resultados são manipulados em qualquer campeonato

    [Reply]

  23. Anderson disse:

    Os piores jornalistas estão de fato na ESPN Brasil.

    Leonardo Bertozzi foi extremamente sínico ao comentar a violência contra os torcedores do Fluminense.

    Este cidadão disse que deveríamos aguentar as “gozações” e disse ainda que o Fluminense escolheu este caminho de tribunal.

    Uma deturpação completa dos fatos e da verdade e uma maneira debochada de fazer silêncio para os atos de violência para os quais ele deveria ter demonstrado repúdio se fosse de fato jornalista, se fosse de fato amante da democracia e se fosse de fato uma pessoa responsável.

    Teria que ser demitido imediatamente se houvesse imparcialidade na ESPN Brasil.

    Mauro César Pereira é um outro defensor do Flamengo. Está lá só para isso. Nada lhe interessa mais do que defender o indefensável. E nem faz segredo disto.

    Calçade e Antero Grecco querem leis especiais e exclusivas para a Portuguesa.

    É uma guerra contra o Rio de Janeiro que, lamentavelmente tem a adesão de parte dos flamenguistas por motivos óbvios.

    Não vou falar de Mílton Neves…este não conta. Não serve para nada, não diz coisa com coisa. Provinciano em todos os sentidos.

    Juca Kfouri foi outro que optou pelo sinismo e bairrismo.

    Deixou de ser um jornalista nacional, uma espécie de estadista como Jimmy Carter ou Bill Clinton, para ser uma versão metropolitana do provincianismo de Mílton Neves.

    Apequenou-se.

    Ao invés de dabater temas nacionais, optou pela pizza do Bexiga ou pelo passeio dominical no Ibirapuera.

    Quer estar bem com seus. Não se importa mais com a verdade.

    Decepção !!!

    Quanto a Marcio Guedes. Nada se podia esperar dele.

    Quanto a Rizeck e Lofredo, procuram apenas fama. Desejaram pegar carona no evento.

    Lamentamos também o posicionamento medíocre, mas não surpreendente, do presidente do Flamengo que sinicamente diz que deseja “moralidade” no futebol.

    A coisa ta feia mesmo !!!

    [Reply]

  24. Denise disse:

    Neste momento, o pior inimigo do Fluminense parece ser Fábio Sormani.

    Através de Fábio Sormani, o site Terra iniciou uma guerra contra o Fluminense que não dá trégua.

    Sormani atira para todos os lados e também postou na sexta-feira que o Flamengo teria sido beneficiado pela justiça comum.

    Um apontamento irresponsável e leviano contrao Clube de Regatas do Flamengo.

    Ele só escreve bobagens e pratica o jornalismo mais baixo e desprezível que existe.

    Ele tem ódio contra o Rio de Janeiro e o Fluminense lhe serve como bode expiatório.

    Mas que ninguéms se engane. Seu ataque gratuito ao Flamengo lhe tirou sua máscara.

    Sobretudo, Fábio Sormani é alguém que não tem educação e que parece nem mesmo ser do ramo, tendo em vista os artigos medíocres que escreve.

    Quanto a Mauro Cézar Pereira, digamos que ele tem todos os defeitos de Fábio Sormani e nenhuma de suas virtudes.

    Ficou claro quem é Mauro Cézar Pereira ?

    [Reply]

  25. Anderson disse:

    É no mínimo cômico assistir Corintianos e Flamenguistas falando em ética e moral !

    E a ESPN tentando fingir que pratica jornalismo sério ?

    É só colocar o Antero Greco, o Bertozzi e o Mauro Cézar no programa que logo logo percebe-se que o evento não merece qualquer credibilidade !!!

    [Reply]

  26. Jornalistas ofendem torcedores no Twitter | CaneladasSortidas | Canelada disse:

    […] rapidamente apagou a publicação ao ver as proporções tomadas. Fui uma das que repudiaram o ato (inclusive fiz um post na ocasião) e na esperança que não voltasse a se repetir, segui outro jornalista, de outra emissora, após […]

  27. Roberto disse:

    Os jornalistas mais tendenciosos e parciais e sem credibilidade alguma são:

    Antero Greco ESPN
    Leonardo Bertozzi ESPN
    Mauro Cézar Pereira ESPN
    Paulo Calçade ESPN
    Juca Kfouri ESPN
    Tirone ESPN
    Fábio Sormani Site Terra
    Mílton Neves/Paulinho Blog do Paulinho
    Renato Maurício Prado

    Estes são os jornalistas que atacam o Fluminense.

    Na semana passada, ESPN voltou a sugerir que o Flu é o rei do tapetão.

    O mesmo fez Renato Maurício Prado no canal Fox e de quebra ainda disse esta prática de tapetão é coisa do Flu e não coisa do Fla.

    Estes jornalistas praticam o jornalismo mais baixo e desprezível possível.

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: