Canelada

Home | « Todos os posts de Futebol no Mundo

Restruturação? Já Era Para Ter Começado Faz Tempo…

por
13/06/16

O papel que a Seleção Brasileira vem desempenhando depois do 7×1 está sendo ridículo. Temos um cara que se diz técnico no comando, uma geração de jogadores mimados em que poucos se salvam… Tudo isso na Seleção pentacampeã do mundo. Particularmente, sempre fui otimista quando se falava de Seleção Brasileira. Depois de mais um fracasso, o otimismo foi embora. Não estou aqui para enumerar quem merece ou não vestir a camisa canarinho, porque o problema é muito mais a fundo do que se pode pensar… O problema está na formação dos atletas. Hoje, o jogador de futebol não pensa em vestir a camisa do clube do coração e honrar a camisa pentacampeã do mundo. Pensa logo em ir pra Europa, atuar por Real, Barça, Bayern e afins… Existem muito mais “jogadores de empresários” do que Romários, Edmundos e Rivaldos, que honravam as camisas de onde passavam, que honravam a camisa da seleção, que davam tudo por estar ali, independente se representavam uma empresa (CBF) ou não.

A queda de rendimento do futebol brasileiro está aí espelhada no desinteresse do público das grandes equipes. Hoje, vemos o XV de Jaú, na Quarta Divisão paulista, levando mais público do que o Botafogo. Caramba, é o Botafogo, que até pouco tempo lotava o Maracanã num jogo de Libertadores. Antigamente, nos jogos dos grandes clubes, os estádios estavam cheios, independente se era jogo de Libertadores ou Campeonato Estadual. Hoje em dia mal enchem num clássico.

Torcida do Botafogo em 2014, contra o Depotivo Quito pela Libertadores

 

Torcida do Bota na partida contra o Vitória, em junho de 2016.

O que está acontecendo no futebol brasileiro é que ficamos para trás. Falta estrutura, falta se igualar ao futebol europeu. E não venha me dizer que não precisamos olhar pra eles e tomar como exemplo. Precisamos sim. Não somos os melhores já há algum tempo, e não temos que ter vergonha de admitir isso. Não podemos ser prepotentes como o Sr. Coronel Nunes, quando estava presidente interino da CBF, e disse que não precisamos de técnico estrangeiro, pois “nós temos que ensinar a eles como se faz”. Claro, temos que ser confiantes, mas insinuar que ainda somos os melhores é muita prepotência.

O futebol brasileiro precisa passar por uma restruturação urgente, e não é de hoje… Deveria ter começado lá no 7×1 e sem o Dunga. Mas para isso, o pessoal da CBF precisa ter esse pensamento de mudança e de querer melhorar o futebol da Seleção e do país. Ainda tem jeito, mas aos poucos vamos deixando de ser temidos e encarados como uma das seleções de topo do futebol.

Cleverton Silva.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: