Canelada

Home | « Todos os posts do Palmeiras

A novela continua…

por
31/10/12

 (Renan Olaz / Futura Press / Agência Estado / globoesporte.com)

Pois é Palmeirenses, segue a novela do gol anulado… Não comentei nada no último post, por isso dedicarei esse completamente ao fato, que merece todas as atenções. Em resumo, a história é a seguinte: Barcos marcou um gol ilegal, mas o juiz e os assistentes validaram. A suspeita é que o quarto árbitro tenha recebido informações provenientes de um recurso eletrônico e só então teria avisado ao juiz que o gol havia sido marcado com a mão. E aqui vem o ponto crucial de toda a história: isso é proibido pela FIFA, vai contra as regras do esporte!

O que vejo nos sites esportivos são pessoas argumentando sobre a real irregularidade do gol (e nem os Palmeirenses discutem esse ponto), a má fé de Barcos ao usar a mão (como se nenhum atleta de nenhum outro time agisse de “má fé” e passasse batido em lances menos polêmicos que esse… acredito que na maioria das vezes, inclusive nessa, não seja uma questão de maldade, apenas um impulso de momento que leva o atleta a fazer algo “ilegal”) e todo o blábláblá sobre o Palmeiras estar desesperado mais uma vez como se o caso fosse o contrário, o Inter também não estaria fazendo escândalo. Em tempo, não só o Inter, mas qualquer outro time.

O que mais claramente se observa nos comentários alheios é hipocrisia. Todos falam como se, caso fosse com seu próprio time a atitude seria outra. Me deixa enjoada esse falso altruísmo. Mas não vale a perder tempo falando sobre isso, acontece no futebol desde sempre e continuará acontecendo (e Palmeirenses muitas vezes também fazem isso, ninguém se salva nessa história).

Vamos aos fatos, então. Esse é mais que um momento importante para o Palmeiras ou para o Internacional, é um momento importante para o futebol. Como disse antes, não existe discussão sobre a legalidade ou ilegalidade do lance, é ponto pacífico que houve irregularidade no gol e ele merecia ser anulado. Mas, como também foi dito, a anulação também ocorreu de maneira ilegal, ou ao menos se supõe. Caso se prove que a informação veio de fora e não de algum membro da arbitragem, faz sentido sim anular a partida. O regulamento é a lei do futebol, e como a nossa própria lei, não pode ser quebrada, sem mais nem menos, por que parece mais cabível. Se ela está errada deve ser mudada, mas enquanto é vigente deve ser respeitada!

As conseqüências de simplesmente ignorar uma regra podem parecer pequenas para quem não para e pensa na coisa enquanto panorama. Ou seja, usa uma viseira de burro para enxergar somente em uma direção e esquece que existe uma série de outros fatores que influenciam e podem ser influenciados por uma decisão desse tipo. Posso estar soando agressiva, mas me parece ingenuidade das pessoas achar que isso é apenas uma questão sobre os dois times que disputam, por mais que a disputa envolva os interesses destes. É claro que o Palmeiras quer a impugnação e quer jogar novamente pra poder ganhar pontos preciosos. Mas o STJD não tem essa intenção. Ele visa a manutenção das regras do esporte para não colapsar todo o regulamento! Se uma regra pode ser ignorada, todas podem. Isso simplesmente não pode ser aceito!

Não vou julgar por minha conta. Não direi que a partida deve ou não ser anulada. Só peço àqueles que tem a língua muito mais rápida que o cérebro que pensem um pouco no plano holístico das coisas antes de deixar que ela se solte imprudentemente. Cabe ao STJD julgar de acordo com o regulamento e cabe a nós acatar a decisão. É para isso que o órgão existe. E se a lei é falha, que se faça um movimento para que ela mude, mas que não sejamos inocentes o suficiente para crer se pode mudá-la em apenas uma ocasião sem jogá-la no lixo completamente.

Outro pedido: por favor, times do Rio Grande do Sul, parem de dizer que a arbitragem ou o STJD favorecem os times de São Paulo e tentem enxergar os fatos ao menos uma vez! Essa é a maior viseira de burro possível e não aparece só nessa ocasião. Que podem tem havido vezes em que ocorreu, não nego (2005 foi escancarado…), mas não quer dizer que isso acontece toda a santa vez que acontece um e embate RS-SP ou mesmo RS-RJ (os times do eixo Rio-São Paulo, como meus amigos gaúchos costumam chamar…)

Avanti Palestra! Scoppia che la vittoria è nostra!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

23 comentários

  1. Geovanny Moreira Gomes disse:

    Nossa, é incrível como tenho o pensamento exatamente ao seu mas não conseguiria transmitir em palavras tão bem como vc! Parabéns, concordo com 100% do que vc colocou, e estou sentindo o mesmo quando vejo pessoas que não olham este ocorrido de uma forma ampla, dos dois lados da moeda.

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @Geovanny Moreira Gomes,

    Obrigada! Fico feliz em conseguir traduzir em palavras o sentimento dos (ou pelo menos de alguns) Palmeirenses!
    Obrigada por comentar!
    Abraços!

    [Reply]

  2. Bruno Vox disse:

    O que muitos e vc explicou bem, não entendem, é que o STJD não vai julgar se o lance é legal ou não, todos viram que foi mão do Barcos. Mas sim o processo como ele foi anulado.
    .
    A retrógrado dona FIFA proíbe uso externo, principalmente eletrônico para invalidar ou validar lance. Isso é fato.
    .
    STJD e CBF não são os vilões, a regra, como diria o Coelho, é clara. Eles estão apenas a seguindo..
    .
    Pra mim ela é ultrapassada e tem que mudar. As equipes e o juiz poderiam usar algumas vezes o recurso eletrônico para analisar lances polêmicos. Mas dizem que isso estragaria o “charme” do futebol.
    .
    Agora, outro ponto. Os colorados devem parar de levar para o lado pessoal. Isso não é e nunca foi uma guerra contra eles. Vítimas Palmeiras e Inter são da malfadada regra.
    .
    O pedido do Palmeiras para analise do lance é legal, mas podemos considerar imoral. No entanto, como disse o amigo gremista Fane, na guerra não existe certo ou errado, todos querem é sobreviver.

    [Reply]

    O Rei Reply:

    @Bruno Vox,

    A meu ver a questão da moral é relativo.
    Usar um recurso proibido mas com uma finalidade certa apenas em desfavor de um time, no caso o Palmeiras, e não usar contra outros times e em outros jogos. Isso também não seria Imoral? Não ofenderia a igualdade??

    Portanto veja que a questão de moral é relativa, daí porque existem as leis, para que os julgadores não julguem ao seu bel prazer e interesse. Assim terá a segurança jurídica e protegerá de melhor maneira a sociedade.

    Usando-se a Lei, deve-se anular o jogo e ponto final.

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @O Rei,
    Como disse o amigo “O Rei” e a Marisa no comentário abaixo o pedido pode ter sido imoral por atender a um interesse particular, mas é hipocrisia condenar o Palmeiras por fazer isso em defesa dos seus interesses, é assim que as coisas funcionam, cabe a um orgão maior decidir sobre o caso. O STJD vai decidir em vista da ética e nesse caso a anulação da partida não seria absurda. Todo o time defende seus interesses, e o Palmeiras tem um argumento sólido pra defender os dele que é o regulamento, não está tentando tirar coelhos de cartolas…

    [Reply]

    Bruno Vox Reply:

    @Mariana Garghetti Buss,

    Exato, o SEP está no direito e ninguém pode questionar isso.

    [Reply]

  3. marisa disse:

    Vou aqui me manifestar como alguém que fez seu curso de especialização em Ética. Do ponto de vista da moralidade o pedido de impugnação do jogo pelo Palmeias pode até ser visto como imoral, porém do ponto de vista ético ele é inquestionável, posto que, nosso país é regido pelo estado de direito, isto significa que a lei deve estar acima dos indivíduos particulares, sendo assim , a conduta ética pressupõe que o fato seja julgado à luz da lei, e, se assim não for, então joguemos a ética no lixo, e deixemos falar a parcialidade da moral. Se a lei não for respeitada, abre-se espaço para o velho ditado “onde passa um boi, passa uma boiada”. Em tempo, eu não queria estar na pele dos juízes do STJD. Mas, se estivesse não teria dúvida nenhuma sobre qual decisão tomar.

    [Reply]

  4. Marcela Semler disse:

    Queria fazer um questionamento para todos refletirem, nem precisam me responder…. Afinal, se fala de moral, se fala de ética e já fui chamada de hipócrita por Palmeirenses…

    A grande pergunta é: Se a partida tivesse terminado com vitória para o Palmeiras, o clube faria tudo isso pela punição de SUPOSTA interferência externa? O Palmeiras está lutando por um futebol realmente justo com cumprimento de regras ou para salvar sua pele?

    Beijos!

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @Marcela Semler,

    Repito a pergunta da Marisa abaixo: e outro time, como se comportaria?

    É nesse ponto que acredito ver muita hipocrisia por aí… Nenhum clube luta por um futebol justo, cada um luta por seus interesses…

    [Reply]

    O Rei Reply:

    @Marcela Semler,

    Marcela, foi eu que lhe chamei de hipócrita, desculpe a minha rispidez no outro post, mas foi a questão da raiva do momento. Mas mantenho a minha opinião

    [Reply]

    Marcela Semler Reply:

    @O Rei, Tudo bem… tah desculpado =) Fiquei chateada, mas passou… e respeito o teu direito de ter a tua opinião… Beijo

    [Reply]

    Bruno Vox Reply:

    @Marcela Semler,

    O Inter faria o mesmo, o Cruzeiro, qualquer clube. todos temos telhado de vidro. Não fale com ose seu time fosse o estandarte da moral e ética no futebol.

    [Reply]

  5. marisa disse:

    Pergunta-se: e se fosse O outro time que estivesse no Lugar do Palmeiras? Como esse se comportaria?
    Só para refletir…. não precisa de reposta!

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @marisa,
    Pois é…

    [Reply]

  6. Márcio disse:

    Com todo respeito aos palmeirenses, mas esta polêmica do gol de mão do Barcos só tomou tamanha repercusão porque se trata do Palmeiras. Se fosse um time pequeno o STJD teria ignorado e ridicularizado o pedido de anulação da partida. O Palmeiras está no direito de ir ao STJD para tentar anular o jogo, mas se derem ganho de causa ao time paulista será o absurdo dos absurdos. Se o Palmeiras conseguir a anulação abrirá um precedente muito perigoso, pois em todos os jogos que tiverem lances polêmicos anulados com a ajuda do quarto árbitro, o clube prejudicado pedirá a anulação do jogo sobre o pretesto da tal de ajuda externa. Este episódio está meio obscuro, e se tratando de STJD e do sobrenome Sveiter não ponho minha mão no fogo, pois em 2005 perdemos o Brasileirão por causa dos jogos anulados por supostas irregularidades que não tinham participação dos clubes. Teoria da conspiração: Porque o STJD está esperando ser jogada a próxima rodada? Será que é para saber qual será a situação do Palmeiras ao final da rodada? Se o Palmeiras vencer o Botafogo, e Sport e Bahia tropeçarem, o hipotético jogo remarcado tirariam o Palmeiras da zona do rebaixamento em caso de vitória. Debater o futebol em alto nivel sem ofender outros times é salutar. Cada torcedor tem seu ponto de vista, que pode ser questionado, mas deve ser respeitado. Otimo feriado a todos! Saudações coloradas! Marcio Novo Hamburgo/RS

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @Márcio,
    Mas Márcio, o problema não foi a ajuda do quarto árbitro, mas de um recurso eletrônico externo (repórter, pelo que dizem)… é isso que se está averiguando. Nesse caso a não anulação abriria um precedente perigoso, pois estaria concordando com ignorar uma regra…

    Abraços!

    [Reply]

  7. Márcio disse:

    Com todo respeito aos palmeirenses, mas esta polêmica do gol de mão do Barcos só tomou tamanha repercusão porque se trata do Palmeiras. Se fosse um time pequeno o STJD teria ignorado e ridicularizado o pedido de anulação da partida. O Palmeiras está no direito de ir ao STJD para tentar anular o jogo, mas se derem ganho de causa ao time paulista será o absurdo dos absurdos. Se o Palmeiras conseguir a anulação abrirá um precedente muito perigoso, pois em todos os jogos que tiverem lances polêmicos anulados com a ajuda do quarto árbitro, o clube prejudicado pedirá a anulação do jogo sobre o pretesto da tal de ajuda externa. Este episódio está meio obscuro, e se tratando de STJD e do sobrenome Sveiter não ponho minha mão no fogo, pois em 2005 perdemos o Brasileirão por causa dos jogos anulados por supostas irregularidades que não tinham participação dos clubes. Teoria da conspiração: Porque o STJD está esperando ser jogada a próxima rodada? Será que é para saber qual será a situação do Palmeiras ao final da rodada? Se o Palmeiras vencer o Botafogo, e Sport e Bahia tropeçarem, o hipotético jogo remarcado tirariam o Palmeiras da zona do rebaixamento em caso de vitória. Debater o futebol em alto nivel sem ofender outros times é salutar. Cada torcedor tem seu ponto de vista, que pode ser questionado, mas deve ser respeitado. Otimo feriado a todos! Saudações coloradas! Marcio Novo Hamburgo/RS.

    [Reply]

  8. Pedro disse:

    O quarto árbitro, que não me recordo o nome agora (aquele que é o clone do Vin Diesel)… ele disse ter visto a irregularidade. Muito se fala que os assistentes, o árbitro de gol validaram, mas nada se comenta do pobre Veloz e Furioso responsável pela anulação do gol. Além do mais: um árbitro posicionado há tão curta distância, um árbitro de gol próximo do lance (não citarei os bandeirinhas pois é óbvio que os mesmos estão preocupados com sua função: a linha de impedimento) – como é que esses dois elementos não viram um corte de voleibol sendo praticado dentro da área?? Como o juiz validou um lance assim a primeiro momento? Há de se questionar isso também.

    Em todo o caso, é besteira acreditar no futebol limpo. Isso não existe em lugar nenhum do mundo, nem nas peladas da gurizada na rua. Não serei falsamente moralista e não direi que o Inter não lutaria por algo assim… afinal, esses pontos são importantes para os dois clubes. Só é uma pena que não vai ser a bola que vai decidir o resultado. Enfim…

    Abraços Lue 😉

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @Pedro,
    Concordo que foi um absurdo da arbitragem não ter anulado primeiramente o lance…
    Pois é, eu ainda gostaria de acreditar, mas sabemos que é utopia. Cada um luta por seus interesses… é uma pena, mas é assim que funciona…

    Obrigada pelo comentário (e quanto tempo ninguém me chamava de Lue hehehe)!
    Abraços!

    [Reply]

  9. Márcio disse:

    Prezada Mariana! Não sei como chegou para vocês a tal informação de que o quarto árbitro pediu ajuda para uma reporter perguntando se existiu o toque com a mão do Barcos, mas vou lhe falar o que realmente aconteceu, excluindo o fato de eu ser colorado e da amiga ser palmeirense: O árbitro já havia anulado o lance quando teve aquela confusão entre o delegado da partida (GERSON PALUTA), os jogadores e a comissão técnica do Verdão. Os reporteres se aproximaram do tumulto e o Paluta apenas falou com os jogadores do Palmeiras, e sua voz acabou sendo captada pelo microfone: “Foi mão, a tv também confirmou”, ou seja, ele não perguntou para a reporter o que tinha acontecido no lance, ele apenas exclamou para os jogadores o que o quarto arbitro já havia visto e decido. Concluindo a informação, fica mais do que evidente que nenhum reporter informou ao árbitro que o gol havia sido irregular, a decisão foi única e exclusiva do quarto árbitro (JEAN PIERRE) que passou sua visão do lance ao Paluta, que por sua vez acabou tendo este curto dialago informal com a jovem e competente reporter, com o lance já anulado pelo Jean Pierre. Por falar em reporter, a coitada que se viu envolvida nesta polêmica está sofrendo as consequências nas redes sociais aqui do RS. Alguns colorados á chamam de gremista e que quer prejudicar o Inter, e á insultam com ofensas impronunciáveis. Independente da decisão que tiver o STJD, desejo de coração que o teu time possa se reerguer desta fase dificil. Abraços! Marcio/RS.

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @Márcio,

    Como eu disse, esse tipo de fato deve ser averiguado pelo STJD e se não houve irregularidade, não se deve anular a partida. Se houve, se deve. Esse é todo o meu ponto. Não entro nos méritos de ter acontecido a irregularidade ou não…

    Abraços!

    [Reply]

  10. Sandro disse:

    Vamos lá. Primeiro, não tem santo no futebol, cada um puxa pro seu lado. Segundo, precisa-se de provas irrefutáveis para anular essa partida, o que, ao meu ver, seria um completo absurdo, pois tem-se a palavra de uma repórter querendo ser notícia contra a do quinteto de arbitragem. Terceiro, não gosto de teorias da conspiração, mas negar o fato de que os times do Rio-SP normalmente, eu não disse sempre, disse normalmente, são beneficiados na CBF basta ver os campeonatos brasileiros de 1974, 1977, 2005, entre outros

    [Reply]

    Mariana Garghetti Buss Reply:

    @Sandro,

    Como disse pro colega acima: se for provado que houve irregularidade deve ser anulada, e se não foi não deve. Era só isso que eu queria dizer com o post. E concordo que possam ter havido casos, o que não quer dizer que toda a santa partida ou todo o santo campeonato é comprado pelos times do Rio ou de SP como meus amigos gaúchos (eu moro no RS) ficam reclamando toda a santa vez!! hehe

    Abraços!

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: