Canelada

Home | « Todos os posts do Palmeiras

[Cap. 9/80] Palmeiras 3×0 SPFC – Agradecemos a preferência!

por
12/03/17

Se tinha algo que faltava para o Palmeiras se considerar pronto para as principais disputas do ano, era a confiança. E nada melhor para recuperar esta confiança que uma vitória massacrante, em um clássico, com direito a golaço e sem tomar gols. Pela 4ª vez, o São Paulo visitou o Palmeiras no Allianz Parque, e pela 4ª vez, saiu derrotado. Pela 3ª vez, goleado de maneira incontestável. Pela 2ª vez, com um golaço de cobertura na bagagem (isso sem contar o outro que levou no Morumbi). Definitivamente, o que vem do alto os atinge. E estamos aqui pra isso.

Não poderia haver adversário melhor neste momento. No meio da semana, o Palmeiras começou sua principal competição do ano, com um empate fora de casa. Pelas circunstâncias da partida, o resultado não é considerado ruim. Mas pela desconfiança no treinador e pelo nível técnico do adversário, ficou um sentimento amargo em boa parte da torcida.

Esta partida pela primeira fase do Paulista, não deveria ter a importância que ganhou para a equipe palestrina, não fosse a desconfiança que a torcida ainda demonstra no treinador. Um resultado ruim no Choque-Rei, daria gás para as cornetas voltarem ainda mais fortes e jogarem pressão para o próximo jogo, em casa, contra o Jorge Wilstermann-BOL. O adversário é fraco, mas vem de uma vitória por meros 6×2 contra o tradicional Peñarol-URU. E Libertadores é Libertadores. O time sabe disso e, principalmente, a torcida também. No primeiro passe errado, muitas cornetas certamente já estariam a todo vapor.

Graças ao SPFC, conseguimos esvaziar o gás das cornetas e voltar cheios de confiança para o primeiro confronto em casa pela Libertadores. Um jogo onde a vitória é obrigação. Onde a confiança e parceria torcida-elenco será primordial.

O SPFC é um dos pouquíssimos times que o Palmeiras detém um retrospecto de mais derrotas que vitórias, entre todos adversários que já tivemos. Hoje, reduzimos a diferença para 6 jogos. São 307 jogos na história do Choque-Rei, com 107 derrotas, 99 empates e 101 vitórias. Não podemos (ainda) chamá-los de fregueses com todas as letras, como já fazemos com Curintia, Santos e quase todos os outros times do Brasil (as exceções são apenas Inter e Cruzeiro, além do SPFC). Mas a julgar pelo retrospecto recente, podemos reverter este quadro muito em breve.

Precisamos melhorar logo nosso desempenho no Morumbi, porque no Allianz… Saldo de 12×1 e subindo! Igual a bola do Dudu. Ou a do Robinho. Ou a do Alex. Ou a do Warley (lembra dessa?).

 

Avanti, Palestra!
@CaneladaSEP
@jmiguelprestes

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

1 comentário

  1. Jose carlos disse:

    Valeu Ze Miguel mas não esqueça que os corneteiros são importantes…..fazem bastante barulho não deixam os treinadores acomodados.Abraço

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: