Canelada

Home | « Todos os posts do Palmeiras

[Palmeiras 1×0 Corinthians] Cadê a novidade?!

por
3/04/16

Dizem que freguês bom, é freguês fiel. Também dizem que clássico é clássico e vice-versa. Ou seja, tudo pode acontecer. Se tem uma coisa fantástica no futebol é o quanto ele pode ser imprevisível. Não importa o momento de cada equipe ou suas diferenças técnicas. No futebol, e principalmente em um clássico, tudo pode acontecer.

São inúmeros os exemplos de resultados inexplicáveis e, de longe, o resultado de hoje não foi um desses. Mas, pra muitos dos gambáticos, parece que sim. O Paulista do ano passado, com campanha “de Champions League” e a posterior eliminação em um empate contra nós, seguido de derrota nos pênaltis, parece não ter sido suficiente para eles entenderem isso. Nem o desempenho no Brasileiro, onde fizeram apenas 1 ponto em cima de nós, dos 6 disputados.

A confiança estava alta do “melhor time da 1ª fase do Paulista”, como se isso fosse credenciá-los a disputar a Champions League pelo 2º ano consecutivo. Já o Palmeiras, vinha se recuperando das 4 derrotas sob o comando de Cuca, incluindo uma goleada contra o fraquíssimo Água Santa. Uma simples vitória em casa contra o Rio Claro, pior time do campeonato, vinha sendo o único motivo para o torcedor palmeirense acreditar em um futebol melhor. Único motivo? Que nada. Do outro lado estaria nosso freguês fiel.

Prass pega pênalti pelo Palmeiras. Cadê a novidade?! Foto: Eduardo Knapp/Folhapress

Se a diferença em números absolutos de jogos não é tão grande (127 vitórias palmeirenses e 122 corintianas, além de 110 empates), a freguesia se revela mesmo quando se fala de jogos importantes. Nos maiores confrontos da história do derby, o Palmeiras eliminou o Curintia da Libertadores em 2 oportunidades. Além disso, já tivemos até conquista de Brasileiro em cima deles. Ah, teve 4×0 em uma final de Paulista, também, encerrando uma fila de 16 anos sem título.

É bem verdade que nos últimos anos nos esforçamos bastante para deixá-los igualar a disputa. Até encostaram na briga, mas conseguiram tropeçar inclusive no nosso time rebaixado em 2013, sob o comando de Rinus Kleina, enquanto o time deles era recém campeão mundial. Mais de 20 anos se ganhar deles no Pacaembu? Pois é. E mesmo assim não conseguiram nos ultrapassar.

Dudu entra pra fazer o gol da vitória e comemora “tirando o chapéu” para a torcida corintiana. Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Enfim, eles insistem em achar que podem vencer o clássico antes da bola rolar. Já deveriam ter aprendido faz tempo. Mas como o esporte não é apenas um entretenimento, ele tem muitas lições para dar. Dedicação, comprometimento, superação e, principalmente, respeito ao adversário.

Sinceramente, que continuem assim. Enquanto menosprezam, a gente trabalha e usa como motivação. Foi assim na final da Copa do Brasil, contra o Santos, e continua sendo assim pra este time gigante, que cresce nas adversidades. Obrigado Corinthians, por aparecer em nosso caminho justo no momento que precisávamos ganhar moral para uma decisão pela Libertadores, em Rosário.

Obrigado, futebol! Grazie, San Gennaro!

PS: Esse é o futebol. Que nos proporciona tantos aprendizados e tantas alegrias. Tristezas e provocações, fazem parte do que alimenta este esporte. O que não faz parte de forma alguma é o que aconteceu mais uma vez hoje, fora de campo. Cidadãos que saem de suas casas com o objetivo do confronto, sinceramente, não entendem nada de futebol. Não sabem que, cada um do seu lado, cada um no seu tempo, todos passarão pelos mesmos aprendizados da bola. Nada melhor que ver seu time “dando o troco”, em seu nome. Nada melhor que voltar pra casa, em segurança, e comemorar uma vitória. Ou até ser abraçado na derrota e se concentrar na volta por cima. O que não dá é tirar a vida de alguém, deixar famílias inteiras em luto, causar preocupação em todos aqueles que conhecem pessoas que costumam ir ao estádio. Tenho amigos corintianos que gostam de provocar. Alessandro Falleiros, Bruno Ortiz, Eduardo Perez, entre outros. Que nossos times continue falando por nós, dentro de campo. E que continuemos brindando o futebol. Em lados opostos, mas sempre brindando. Saúde!

Avanti, Palestra!
@CaneladaSEP
@jmiguelprestes

Ficha técnica do jogo – Palmeiras 1×0 Corinthians – 03/04/2016
Palmeiras: Fernando Prass; Jean, Thiago Martins, Vitor Hugo e Egídio; Gabriel, Arouca (Lucas), Robinho (Dudu) e Zé Roberto; Gabriel Jesus (Thiago Santos) e Alecsandro
Técnico: Cuca

Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Yago e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Elias (Maycon), Guilherme (Romero) e Lucca (Danilo); André
Técnico: Tite

Local: Pacaembu, São Paulo-SP
Data: 03/04/2016, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Carlos Augusto Nogueira Junior e Anderson Jose de Moraes Coelho
Público: 21.219 pagantes
Renda: R$ 644.765,00
Cartões amarelos: Gabriel Jesus, Arouca, Egídio e Alecsandro (PAL); Lucca, Felipe e Giovanni Augusto (COR)
Gol: Dudu, aos 30 minutos do segundo tempo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

4 comentários

  1. Marco Lúcio disse:

    Fala Miguel! Eu não me empolgaria muito com esse jogo, afinal já tem um tempo que o Palmeiras não tem problemas em jogar os Classicos, parece que os jogadores jogam o melhor que podem nos classicos o problema é que depois eles descansam, negocio é saber se o proximo jogo vai ser com o mesmo empenho que o de hoje ou se vai ser como no ano passado em que foi absoluto nos classicos mas o time não jogou bem de um modo geral…

    [Reply]

    José Miguel Reply:

    @Marco Lúcio, vc tem razão. Esperamos que com o Cuca isso mude. E também não temos muito tempo para “descansar”, já que na quarta-feira temos um jogo decisivo em Rosário, pela Libertadores. Precisamos ganhar lá, pois o empate nos deixaria dependendo de outros resultados. Mas nada melhor que ganhar moral com uma vitória dessas, concorda?

    Um abraço!

    [Reply]

  2. Alex Amaral disse:

    Tem corinthiano amigo meu que vai vestir o manto verde por causa desse jogo!

    [Reply]

  3. Carlinhos disse:

    Apos este jogo vamos comemorar,mas não podemos empolgar,o Palmeiras nos últimos 10 anos só nos prega peça…..qdo a gente acha que agora vai , vem e perde para um nanico….não sei o que acontece, vou bater na mesma tecla falta treino e preparo físico. Treinador é uma peça insignificante para nós,pois se treinador ganhasse jogo ganharíamos vários campeonatos…..já passaram por aqui diversos treinadores de ponta e nada aconteceu a não ser o torneio chamado copa Brasil. Mas fazer o que vamos acreditar…da-lhe PARMA……

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: