Canelada

Home | « Todos os posts do Palmeiras

Sport 1×3 Palmeiras – A tão desejada vitória fora de casa!

por
4/07/16

Palmeiras joga bem, vence fora de casa e volta a ter folga na liderança do campeonato. Agora é saber lidar com os inúmeros desfalques em uma sequência complicada.

Diz uma das máximas do futebol que “empate fora de casa é bom resultado”. E como 93% dos ditados boleiros (dados confiáveis), nem sempre essa regra funciona. Mas se existe algum campeonato no mundo que isso se aplica, esse campeonato é o Campeonato Brasileiro. Depois do Argelinão, claro.

Com vitória em casa e empate fora, garante-se um aproveitamento de 67%. Nunca, em um Brasileiro de pontos corridos, um time com aproveitamento superior a 64% não levou o título. No ano inaugural do formato atual do campeonato, em 2003, o Santos conquistou 63% dos pontos, mas perdeu o título para o Cruzeiro (73%). Em 2008, o Grêmio chegou também a 63%, mas com o São Paulo levando o caneco (66%). Foram os que mais pontuaram sem levantar a taça. Ou seja, no Brasileiro, vencer em casa e empatar fora é o que basta, para o título.

Para se ter uma ideia, no Espanhol 2015-2016, o Barça conquistou o título com 80% de aproveitamento, seguido por Real Madrid (79%) e Atlético de Madrid (77%). Para eles, empate fora de casa não é nada bom. E no Argelinão? Título com 53% de aproveitamento e rebaixamento do time com melhor ataque. Mas voltemos ao Brasileiro. Já está convencido que ganhar em casa e empatar fora está de bom tamanho, certo?

Na primeira parte, estamos muito bem. Nada menos que 100% de aproveitamento em 7 jogos, fazendo 20 gols e sofrendo apenas 4 (sendo só 1 no Allianz, já que o 4×3 contra o Grêmio foi no Pacaembu). Porém, fora de casa estávamos com pífios 27% de aproveitamento, antes desta vitória contra o Sport (agora chegamos aos 39%). Por enquanto, o saldo nos é favorável na tabela porque estamos perfeitos em casa. Mas sabemos que isso não será levado até o final. E aí precisaremos compensar estes pontos fora de casa. O inconformismo era tamanho, que ninguém negava que precisava haver alguma mudança, seja de formação, seja de postura. Jogadores e o próprio técnico Cuca já se demonstraram abertamente insatisfeitos com isso.

Entre nossos jogos fora, começamos perdendo para a Ponte e o São Paulo, mas vencemos o Flamengo, chegando a 3 pontos em 3 jogos. Na sequência, empatamos com o Coritiba no Couto Pereira, o que não desceu redondo por estarmos vencendo até os 40 e tantos do 2º tempo, quando nossa torcida interrompeu o jogo por conta de sinalizadores. Mas analisando friamente, seria um bom jogo para vencermos e criarmos uma certa gordura para possíveis tropeços em casa, mas vida que segue. Bom ou mal, foi 1 ponto fora de casa. Então, fomos ao Mineirão, jogamos pessimamente e perdemos de virada para o fraco Cruzeiro. Ou seja, ficamos “devendo” um ponto.

Além disso, não só a pontuação, mas o nível das atuações como visitante estava deixando muito a desejar. Portanto, um empate na Ilha do Retiro não era visto com bons olhos por boa parte da torcida. Ainda mais pensando nos próximos jogos: em casa, contra o Santos e cheio de desfalques (Jesus, Róger Guedes e Thiago Santos suspensos; Moisés provavelmente não irá se recuperar a tempo); depois, visitamos o Inter, no Beira Rio; e na sequência, recebemos o Galo, já sem os jogadores das Olimpíadas (Prass, Jesus e Mina). Com a vitória, passamos a ter 1 ponto “sobrando”. Portanto, ainda não dá para não vencer o Santos em casa, se não quisermos perder a margem de segurança.

Voltaremos a ter uma sequência complicada na tabela. Mas a principal preocupação foi finalmente superada. Vencemos fora! Agora é tomar cuidado com os desfalques, para trabalhar bem as reposições. O lado bom é que este ano quem entra não é nem Amaral, nem Andrei Girotto.

Avanti, Palestra!
@CaneladaSEP
@jmiguelprestes

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

2 comentários

  1. Sport 1 x 3 Palmeiras – Põe na conta do Oswaldo disse:

    […] vamos aguardar mais para uma análise crítica. O Palmeiras deitou e rolou no nosso meio campo e a vitória por 3×1 foi merecida, mesmo com aquele pênalti mandrake, pois o Porco soube anular bem o Leão e ainda aproveitou a […]

  2. Inter 0x1 Palmeiras - Como se deve jogar fora de casa? disse:

    […] de que vencer em casa e empatar fora seja suficiente para conquistar o título brasileiro (como comprovamos no post do dia 04/07), dificilmente um time conseguirá manter a perfeição nos 19 jogos como mandante e, portanto, […]

Gostou? Não? Comenta aí: