Canelada

Home | « Todos os posts do Santos

Uma derrota vista com bons olhos

por
30/06/16

Uma derrota vista com bons olhos

Apesar da derrota, Santos joga bem e mostra atitude fora de casa.

Lógico que uma derrota nunca é boa, principalmente levando gol no final, mas se eu falar que estou triste com o jeito que o Santos jogou estarei mentindo. Por incrível que pareça, esta é uma derrota vista com bons olhos.

Faz muito tempo que temos uma postura covarde fora de casa, mesmo mantendo o estilo de jogo, o time parece que não anda. No ano passado, quando o time teve que correr dobrado para pontuar e sair do Z4 eu até entendia, mas este ano não. Mas nos últimos jogos o Santos passou a agredir mais e já vinha mostrando digamos que confiança, não sei se é a palavra correta, mas se mostrava muito mais agressivo.

Ontem, apesar da derrota, a equipe se portou muito bem, contra um Grêmio muito forte, candidato ao título e muito bem treinado.

Se não fosse o gol que tomamos logo no começo o jogo seria outro, tenho certeza. Mesmo com o resultado adverso, buscamos o jogo e tentamos o gol e, quando éramos melhores no primeiro tempo e estávamos mais perto do empate, tomamos o segundo gol. Tivemos 61% de posse de bola dentro da Arena do Grêmio, fato extremamente difícil de acontecer.

Dorival Júnior colocou o time para atacar, não teve medo, foi pra cima, mostrou que com atletas de qualidade no banco pode sim mudar a forma de jogar durante a partida. Difícil você cobrar algo quando se perde jogadores importantes para um esquema já encaixado e não tem reposição, nós reclamamos das alterações, mas são as peças que ali estavam. Eu venho falando em esperar os reforços e não tenho me decepcionado.

A saída do Gustavo Henrique foi inteligentíssima, conseguimos armar o jogo lá de trás, já com Yuri e Renato, Copete entrou MUITO bem, mas eu teria tirado o Lucas Lima, não o Vitor Bueno. O meia além de não estar bem na partida, já tinha amarelo.

Foi mais rápido do que eu esperava, mas ontem foi um jogo onde o Rodrigão não apareceu. Foi o mesmo de todos os jogos, brigador, raçudo, bruto, mas não é técnico e, a forma que o jogo foi conduzida ontem, pelo Grêmio, não pelo Santos, acabou isolando o centroavante (eu odeio fazer isso, mas avisei que acabaria acontecendo no meu último post)

Perdemos o jogo por falhas individuais, Vanderlei rebateu feio a bola do primeiro gol, apesar de achar uma bola difícil (não acho que ele falhou no segundo gol), Vitor Ferraz tomou TODAS nas costas e isso vem acontecendo com frequência e, o “craque” Lucas Lima, que este ano fez UM jogo do nível de um grande jogador, mais uma vez foi muito abaixo do esperado e, quando o jogo estava empatado, perdeu uma bola na nossa intermediária tentando um drible, um passe, sei lá que porra que ele tentou ali e perdeu. NÃO PODE PERDER A BOLA ALI, NÃO PODE.

O que eu estou contente com a nossa postura ofensiva, estou descontente com a defensiva, mas o problema maior são as peças. Gosto muito do Zeca, mas ele tem deixado a desejar defensivamente, Ferraz, que nunca me agradou, é uma avenida, além de voltar trotando e isso me irrita demais. Além dos nossos zagueiros, mas a possível vinda do zagueiro Alex talvez resolva parte dos nossos problemas.

Outra preocupação que tenho é com a condição física do Renato, ele não é poupado em momento algum e já vem mostrando em alguns jogos sinais de cansaço. Agora, com o Yuri, o Dorival pode pensar em poupar o nosso camisa 8 em alguns jogos após o retorno do Maia da seleção olímpica.

Eu estou muito esperançoso e iludido com o Santos, a forma com que o time vem se comportando taticamente me agrada e os jogadores que estrearam até agora foram muito bem, se passarmos bem pelos jogos onde estaremos sem os jogadores da seleção olímpica eu tenho certeza que brigaremos pelo título, porque este ano não tem um time favorito.

Não tem jogo fácil no brasileiro e contra a Chapecoense não será diferente, precisamos e muito destes 3 pontos, aliás, daqui pra frente, pelo que vi ontem, o Santos não entra mais pra empatar, como foi contra o Corinthians naquele jogo pra esquecer a escalação.

Eu nunca pensei que ficaria feliz após uma derrota, mas, alguns jogos antes, o Santos perderia apático, agora não, pode perder, mas vai lá buscar o resultado e é isso que eu quero, um time que entre em campo pra ganhar. E não foi o resultado que me deixou feliz, mas a mudança de atitude.

Saudações Alvinegras!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: