Canelada

Home | « Todos os posts do Santos

Desabafável

por
2/06/16

Existem alguns fatores que podem e devem ser analisados na partida de ontem. O fato do time não vencer nunca fora de casa, o nível técnico do elenco, a formação escolhida, o Elano ainda ser jogador profissional…

Enfim… acompanhei todo o primeiro tempo pelo rádio, a impressão que tive foi a de que, tirando um pênalti não marcado aos quatro minutos para o Peixe, não fizemos mais do que nos manter sem levar gols. Houve ainda uma esperancinha de que o profs mudasse o panorama para os quarenta e cinco minutos finais, porém…

A etapa final foi tão sofrível quanto a inicial. Um time sem pretensões ofensivas e causando fortes emoções no torcedor lá na cozinha. Em alguns momentos, senti saudades do Domingos. Emoção por emoção, o Dominguera sempre foi muito mais plástico.

Mas hoje, não posso falar mal só da zaga. O time parece que entrou realmente só para se defender. Um clube com a História do Santos, com o tal “DNA Ofensivo” que tanto se prega, não pode entrar desta forma em um clássico que o seu adversário não é nenhum suprassumo do futebol moleque, futebol maroto, futebol Toco y me Voy! Aliás, diria que é bem o contrário, os itaqueras formam um time apenas mediano.

O meio campo recheado de candangos, e parece que, tirando o Renato e o Thiago, ninguém jogou na sua função. Foi um improvisado aqui e outro ali que não consigo nem formar uma analise – não que eu seja lá muito capacitado pra isso – mais complexa.

Se fosse pra dar uma nota pros caras, a melhor seria para o nosso goleiro holandês. Não acho que teve culpa no gol, e ainda fez umas defesinhas pá. Na zaga eu iria deixar passar, mas aquele pixote que o Domingos, ops, o David fez… Maluco, o que foi aquilo? O Ferraz… nunca soube o que pensar dele, na verdade. Sempre fico em dúvida. Mas, ontem, na hora do gol, o que ele, no alto dos seus um metro e meio estava fazendo dentro da área ao invés de estar marcando o cruzador? Thiago, Renato e Bueno não comprometeram. Mas acho que faltou um Geílson no comando do ataque. Talvez um Sebastián Pinto, mas só talvez. Ainda prefiro o Gegê!

Quanto ao árbitro, fez o papel dele, né?! Não vou julgar o profissional. O cara ta lá pra jogar pelo time, e foi o que ele fez! Acho que isso é um planejamento diferentão que os itaqueras vêm fazendo nas últimas décadas. Parece que tem dado certo. Cabe a nossa diretoria ser menos modesta e adotar alguns conceitos que o tal do “futebol moderno” tem trazido para o campo de jogo.

Triste define bem. Não pela derrota em si, o futébolas é um jogo, se ganha, se empata e se perde. Mas pela forma que a coisa tem andado lá pelas bandas caiçaras. Nove anos disputando meio de tabela, e esse ano não parece que vai ser diferente. O paulista já não nos convence há alguns anos, falta alguém acordar aí no clube pra mudar o esquema. Triste por ter visto um Santos acuado e covarde. Por ver o Elano em campo. Isso me entristece bastante. E por saber que, não há num horizonte próximo, uma perspectiva de melhora.

Esses gringos que ainda nem chegaram vão estar prontos quando? Quando estarão entrosados e produzindo? Será que vão produzir? Não sei, não sei… Talvez eles possam se acertar para o time do segundo turno, o jeito é esperar que não seja tarde.

Não acho que este time vá brigar pra escapar da vergonha itaquerista\palestrina, time grande não cai! Ao menos tenho esperança disso. Mas o meio da tabela é o que eu vejo como provável para mais um brasileiro.

Vamos manter a bola rolando. Domingo tem Pacaembu na matinê! Bora reforçar esse time como nós podemos, apoiando sempre! Quem puder ir, que vá, todo o apoio é importante nessa hora.

Que venha o fogo, que venha a vitória!

 

Saudações alvinegras.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: