Canelada

Home | « Todos os posts do Santos

SELESANTOS  

por
10/06/16

Irmãos e irmãs santistas, uma semana sem jogos do Maior do Século XX nas Américas, mas não sem futebol! A Copa América do Centenário (Torneiasso, hein!?) que serve para desfalcar o Santos em algumas boas rodadas do brasileiro está rolando, e, como todo time grande, o Peixe tem seus representantes desfilando seus futebóis diferentões em terras tiosanianas.

O texto de hoje vem para fazer uma breve análise dos jogadores peixistas que envergam o manto canário da CBF. Aquele que, um dia pôde ser chamado de Seleção Brasileira – Saudades Seleção! – Os grandes Gabigol e Lucas Lima representam o Santos com a camisa amarela e, no último clássico contra o Haiti, deixaram sua marca.

Os dois começaram o jogo no banco de suplentes. O camisa 10 e o 11 da seleção no banco. É… Ao longo do jogo, entraram os dois e, ao meu ver, defenderam O Time da Nação – Da Nação ou Danação? Não sei… –  de maneira mais efetiva do que os seus titulares. Tudo bem que o Lucas entrou no lugar do Casemiro, posições diferentes, mas, na boa, em um jogo desses, eu nem escalaria volantes. Enfim, o Luquinhas entrou legal, deu uns passes laterais cheios de refino, umas duas boas enfiadas de bola e ainda guardou seu tento entre uns quatro zagueiros haitianos, e de cabeça! Isso aqui é Santos, rapá!

Mas o melhor do Peixe veio de grife. O menino da vila, Gabigol, meteu um na rede com categoria e frieza, e ainda teve mais duas chances em que o goleiro defendeu. Em uma jogada, ele tentou clarear pra bater no gol de todas as formas. Brigou como se estivesse lutando por um prato de comida na tentativa do chute. Quando viu que não daria, tocou pro companheiro finalizar a jogada. Não deu em nada, mas achei a jogada bem emblemática de quem quer mostrar serviço. Pra mim, luta “pau a pau” pela posição de titular com o seu concorrente, o ex santista Jonas.

O lado torcedor pode até estar falando mais alto aqui, mas, o Gabi é titular nesse time fácil!

E ainda quero ver ele lutando por uma bola no Santos, assim como lutou por aquela na Seleção!

Bom, só assisti à partida mesmo por causa do 10 e do 20 santistas. Pensei que um deles poderia “pedir música”, mas no fim, acabou não rolando. Se o Pastor estivesse jogando, era jogo pra “5 vira e 10 acaba”. #VoltaLogoPastor.

Não deu pra levar muito em conta a atuação em geral, pois o adversário era, sabidamente, muito fraco. Mas está aí, a CBF tem agora um 7 x 1 para chamar de seu. Já podem devolver a taça, alemães!

Que a bola siga sempre rolando.

Domingo tem Peixe no Arruda, bora ganhar fora de casa, Santôs!

 

Saudações Alvinegras!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: