Canelada

Home | « Todos os posts do Sport

Aqui é Sport, meu rei!

por
17/10/16

Aqui é Sport, meu rei e não tem espaço para baiano levar ponto com a Ilha lotada

O Sport, no jogo que a torcida e o time foram um só (como há tempos não se via), não só venceu o Vitória e se afastou um pouco da zona de rebaixamento, mas, e mais importante, reatou seu relacionamento com um futebol melhor (ao menos no primeiro tempo), mais atenção  e aquelas situações que só acontecem para matar o torcedor do coração.

O Sport começou o jogo elétrico em em uma rápida saída de bola com uma boa jogada do lado esquerdo Rodney Wallace entrou na diagonal, tirou o goleiro Fernando Miguel e chutou cruzado, mas Ramón salvou o gol. Logo depois, Rodney lançou Rogério que entrou também do lado esquerdo da área e chutou para a defesa do goleiro do time baiano.

O lado esquerdo do Sport, aliás, foi o que chamou muito a atenção ontem. Normalmente, apenas Rodney atuando de lateral tenta alguma jogada por lá, mas a mexida de Daniel Paulista colocando o Costa Riquenho mais à frente e deixando Renê na ala esquerda fez daquele lado uma arma interessante. O atacante subiu muito de produção e o lateral fez uma partida honesta. Rodney chegou várias vezes na quina da área em condições de finalizar e tentou até uma bicicleta.

Todavia, foi pelo lado direito que  Diego Souza, em jogada individual, chutou, de perna canhota, da entrada da área, sem chances para o arqueiro Fernando Miguel; a Ilha explodiu em êxtase; Sport 1×0.

Aqui é Sport, meu rei e não tem espaço para baiano levar ponto com a Ilha lotada (foto: Reprodução SportTV)

Aqui é Sport, meu rei e não tem espaço para baiano levar ponto com a Ilha lotada (foto: Reprodução SportTV)

Aí começou o ultra teste para cardíaco. O primeiro pênalti para o Vitória não tem muito o que contestar pelo critério atual; Matheus Ferraz bate com a mão na bola  e mesmo que tenha sido involuntário, o membro estava aberto. Não obstante, no gol do Sport tem um tal de Magrão, o maior pegador de pênalti da Ilha. Zé Love tremeu  mais que vara verde e viu na prática o que é um gol fechado.

Poucos minutos depois outro pênalti cometido por Matheus. Esse, a meu ver, bem duvidoso. O juiz deu escanteio, mas os jogadores do Vitória reclamaram e ele voltou atrás (com auxílio do VT visto pelo quarto árbitro? ) e marcou outra penalidade. Zé Love tremeu mais que Kuki na Batalha dos Aflitos e deixou para Kieza a incumbência de bater a penalidade. Magrão foi nela de novo, mas o gol tava fechado e a trave impediu o empate.

A partir daí, o Sport igualou as ações e teve chances de ampliar o marcador, mas Rogério, Vinicius Araújo e Apodi não venceram o goleiro do time baiano. 1×0 foi suficiente para garantir os 3 pontos.

Ponto negativo para os nossos volantes, que apesar da melhor distribuição da equipe se mostraram demasiados inseguros, principalmente Rithely peça  primordial no equilíbrio do time. Paulo Roberto fez um jogo dentro do nível que se espera, sem comprometer e cobrindo as subidas de Renê. Diego começou explosivo, mas terminou passando mais tempo reclamando da arbitragem do que preocupado em jogar. Nosso camisa 87 precisa inverter essa sua atuação, que nós iremos de vento em popa!

Boa estreia de Daniel no comando do time e junto com a pulsante Ilha nos afastamos do Z-4. Agora é manter essa aura até o fim do BR.

PELO SPORT TUDO!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

1 comentário

  1. Eve Freire disse:

    É Sport!! Contra tudo e contra todos!!!!!! Bom

    [Reply]

Gostou? Não? Comenta aí: