Canelada

Home | « Todos os posts do Sport

Isso foi um jogo de futebol ou um pedido de desculpas?

por
2/03/17

Com chuva, estádio vazio, time reserva e pedidos de desculpas de André, protagonizamos mais um clássico pífio no “Evandrão”.

Os 3 mil e poucos torcedores de raiz que foram à Ilha ontem presenciaram mais um espetáculo patético. Os caras saíram de casa numa quarta-feira de cinzas chuvosa pra ver o time reserva do Sport jogar às 10 horas da noite. São heróis! Eles mereciam mais do que esse pedido esfarrapado de desculpas que André mandou.

O início do jogo até iludiu alguns. Teve gol anulado, pênalti a favor do adversário, empate com um bonito gol de Neto Moura e comemoração com desabafo. Só que então veio o segundo tempo. O náutico simplesmente desistiu de jogar bola. Seria a hora de botar pressão e virar o jogo, mas o marasmo dos visitantes contagiou o time rubro-negro.

Eu não sei de onde surgiu tamanho desinteresse dos jogadores. Afinal, eles são RESERVAS brigando por um lugar no time titular. Alguns deles, inclusive, vêm jogando um bom futebol e já merecem mais oportunidades. Raul Prata e Henriquez já se destacam pela segurança na zaga. Prata, aliás, poderia colocar Mansur no banco e jogar improvisado na esquerda.

Outros, ao contrário, parecem contentes com a condição de suplentes. Não vou aqui queimar o filme de garotos que foram promovidos ao time profissional antes do tempo. Mas como posso aceitar um pedido de desculpas do jogador mais caro da história do Sport? André custou caro e, por enquanto, só deu retorno aos empresários do ramo de entretenimento adulto de Recife.

Não me venha com desculpas esfarrapadas!

Ontem, tivemos uma oportunidade de ouro pra garantir os três pontos que nos colocariam na liderança do hexagonal. O pênalti marcado aos 42 do segundo tempo foi meio cavado, mas isso não era motivo pra André bater de forma tão displicente. Depois de ajudar a consagrar o mão de alface, Balada pediu desculpas à torcida pelo erro.

desculpas

O nosso assistente de lenhador não curtiu essa cobrança de pênalti. Foto: Paulo Paiva/DP

Eu até aceitaria o pedido se esse fosse o seu primeiro erro. Mas foram TRÊS pênaltis mal batidos na sequência e agora tá na hora de tomar atitudes e não de pedir desculpas. A primeira atitude é treinar. Treinar à exaustão, mais do que o resto da equipe. A segunda é ser humilde e passar a responsabilidade das cobranças de pênalti pra outro jogador. E finalmente aceitar que Leandro Pereira é o dono da posição.

Por isso, chega de desculpas esfarrapadas! Futebol se faz com resultados e bola na rede. Enquanto isso não acontece, o melhor a se fazer é fechar a boca e trabalhar, sem esquecer que um investimento alto acarreta em cobranças também altas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 

Gostou? Não? Comenta aí: